Gasbarri visita Aparecida, Sumaré e Hospital São Francisco de Assis

O responsável pelas viagens internacionais do Papa Francisco visitou uma das possíveis residências do Sumo Pontífice durante a JMJRio 2013

Rio de Janeiro, (Zenit.org) | 501 visitas

Conforme anunciado pela Assessoria de imprensa da JMJ Rio 2013, na tarde desta quarta-feira (24/04), o responsável pelas viagens internacionais do Papa Francisco, Alberto Gasbarri, visitou as instalações do Centro de Estudos do Sumaré, uma das possíveis residências do Sumo Pontífice durante a Jornada Mundial da Juventude, que acontece de 23 a 28 de julho no no Rio de Janeiro.

Gasbarri, acompanhado pelo arcebispo do Rio, Dom Orani João Tempesta, e sua comitiva, conheceu as dependências da casa, que hospedou, por duas vezes, o beato Papa João Paulo II, em suas duas vindas ao Brasil, em 1980 e 1997. Obras de melhorias estão sendo feitas para possivelmente receber o Papa e sua comitiva.

Em seguida, seguiram para o Hospital São Francisco de Assis, na Tijuca, antigo Venerável Ordem Terceira (VOT). A visita do Papa a um hospital foi sugerida ao Vaticano e está sendo estudada. Uma missa, celebrada por Dom Orani na capela do hospital, encerrou as atividades do dia.

A visita a Aparecida, em São Paulo, ocupou a manhã do segundo dia da agenda de Alberto Gasbarri, responsável pelas viagens internacionais do Papa Francisco. Ele chegou ao Rio de Janeiro, nesta terça-feira, às 5h30min. A vinda ao Brasil cumpre uma agenda que visa definir o programa do Santo Padre durante a Jornada Mundial da Juventude, que será realizada de 23 a 28 de julho, no Rio de Janeiro. 

Atendendo ao convite feito pelo cardeal Dom Raymundo Damasceno, arcebispo de Aparecida e presidente da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), a comitiva faz a visita à Aparecida.

A cidade pode receber o Papa Francisco. A cidade de Aparecida é um local de significado especial para o Sumo Pontífice. Guarda o Santuário de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil. E foi visitado por Papa Francisco durante a V Conferência do Episcopado Latino Americano e Caribenho, em 2007, com a presença de Bento XVI.

Na terça-feira (23), Gasbarri participou de reuniões reservadas com o arcebispo do Rio e presidente do Comitê Organizador Local da JMJ Rio2013 (COL), Dom Orani João Tempesta, o Núncio Apostólico no Brasil, Dom Giovanni d'Aniello, representantes dos governos federal, estadual e municipal, no Palácio São Joaquim e no auditório da Arquidiocese. Na tarde, visitou a Base Aérea do Galeão e o hotel Golden Tulip, em Copacabana. Gasbarri agradeceu os esforços de todas as esferas de governo e dos voluntários. E confirmou a participação do Papa nos Atos Centrais da JMJ (Cerimônia de Acolhida ao Papa, Via Sacra, em Copacabana, Vigília e Missa de Envio, no Campus Fidei, em Guaratiba). O primeiro Ato Central da JMJ é a Missa de Abertura, presidida por Dom Orani, que ocorre sem a presença do Papa. 

A agenda completa do Papa Francisco será anunciada no próximo dia 7 de maio.