Gaza, milhares de refugiados ajudados pela Caritas em escolas e igrejas

Cerca de 1.300 pessoas estão encontrando abrigo na Igreja Católica e na Igreja Ortodoxa na cidade de Gaza

Roma, (Zenit.org) Redacao | 538 visitas

Um elemento que faz piorar a situação dos cidadãos de Gaza sob as bombas israelenses é a alta densidade populacional. Há, na Faixa de Gaza, cerca de 4.500 pessoas por quilômetro quadrado, cifra que torna difícil oferecer ajuda e abrigo a todos os civis que têm necessidade.

Dificuldade que a Caritas Jerusalém está tentando superar através de uma intensa mobilização em favor dos desabrigados. Há cerca de 130 000, dos quais 70 mil se concentraram nas escolas da ONU, aqueles que tiveram que deixar suas casas devido à operação militar israelense "Margem de Proteção”. Mais de 700 o número de mortes e pelo menos 4.000 feridos, razão pela qual os centros de saúde da Faixa de Gaza serem incapazes de lidar com a emergência.

"Os nossos 18 profissionais estão trabalhando incansavelmente nessa terrível situação, com os nossos centros médicos móveis que operam nas escolas e na distribuição de kits de sobrevivência para as famílias amontoadas nas escolas, em colaboração com a ONU", diz à agência Fides o padre Raed Abusahliah, diretor da Caritas Jerusalém. "Desde ontem - acrescenta o sacerdote palestino residente em Ramallah – tomamos por uma semana a responsabilidade dos refugiados na Igreja Ortodoxa e na escola católica". São quase 1300 pessoas, maioritariamente muçulmanos, na igreja greco-ortodoxa de São Porfiro e outras 700 pessoas na Igreja católica da Sagrada Família.

"Distribuímos alimentos e refeições quentes, leite e necessidades básicas para as crianças, combustível para os geradores elétricos", diz o padre Abusahliah. "Enquanto isso, com a Caritas Internationalis, lançamos um apelo para projetos e iniciativas a longo prazo imediatamente após o cessar-fogo - continuou -. Precisaremos de fundos de um milhão e 130 mil euros. Mas já vejo chegar adesões de todo o mundo, e também na Terra Santa, especialmente os jovens dão ofertas à Caritas para os nossos irmãos em Gaza. É um fluxo ininterrupto. "

A campanha de solidariedade em favor de Gaza será marcada por uma grande iniciativa no próximo sábado e domingo, em todas as paróquias da Jordânia, Palestina e Israel, onde se rezará pela paz e haverá uma coleta beneficente em favor da população de Gaza. "Nesse sentido - diz o pe. Raed - faço um apelo humilde ao papa Francisco: convoque uma vigília de jejum e oração pela paz na Terra Santa, como fez pela Síria. Todos os povos que habitam nesta terra, a terra de Jesus, estão cansados de viver no medo e na dor”. (Trad.T.S.)