Graças ao "Um de nós", nasce o primeiro Movimento Pró-Vida na Bulgária

Campanha europeia favoreceu uma coalizão de forças que deu origem ao primeiro grupo pró-vida no país eslavo

Roma, (Zenit.org) Antonio Gaspari | 506 visitas

Na Bulgária não existia nenhum movimento pró- vida, mas a aliança entre as diferentes forças que trabalham para o "Um de nós" levou ao nascimento de uma organização que lida com a defesa da vida. Relatou Ivaylo Tinchev, durante seu discurso na reunião que contou com a presença de delegações "Um de nos" dos 27 países da União Europeia e da Croácia (que entrará na UE em primeiro de Julho), realizada em Roma, sábado 15 de Junho.

Tinchev disse que a atividade de coleta de assinaturas começou em março. Foram contatados padres, associações, grupos e líderes da Igreja Católica, Ortodoxa e Protestante. Inicialmente, explica o representante da Bulgária, foram organizados encontros e distribuídos formulários com instruções sobre como recolher assinaturas on-line.

Demorou um pouco para fazer entender que a iniciativa europeia propõe o reconhecimento do embrião desde a concepção e convoca a Europa a não financiar organizações que promovem o aborto ou apoiar a investigação médica que viole a dignidade do nascituro.

O país inteiro foi inundado com formulários para recolher assinaturas. Foi feito um special movie clip para aumentar a conscientização sobre a iniciativa. Mais de 1.000 jornais e algumas revistas e programas de televisão e rádio, foram informados em detalhes sobre a iniciativa.

A mobilização já gerou o primeiro grande resultado, ressaltou Tinchev, ou seja, a origem de um Movimento Pró-Vida, composto por membros das Igrejas protestante, católica e ortodoxa, que na Bulgária nunca existiu antes.