Guadalupe acolhe uma peregrinação especial

1.200 km de bicicleta para ver a Virgem

| 1064 visitas

DOCTOR MORA, terça-feira, 13 de julho de 2010 (ZENIT.org - El Observador) – Uma peculiar peregrinação à Basílica de Guadalupe está acontecendo, com data para chegar no domingo, 18 de julho, ao Santuário Guadalupano de Tepeyac, junto com a peregrinação anual da diocese de Querétaro, que é a mais antiga do México.

Esta nova peregrinação será de romeiros guadalupanos que percorrerão de bicicleta os 1.200 quilômetros que separam a cidade fronteira de Novo Laredo da Cidade do México, lugar onde se encontra a Basílica de Guadalupe.

Segundo o organizador da iniciativa – cuja finalidade é reconstruir uma capela antiga situada em Doctor Mora e dedicá-la à Virgem de Guadalupe, como padroeira dos migrantes mexicanos – padre Juan García Gudiño, a primeira etapa foi realizada no domingo, 11 de julho, em que foi celebrada na paróquia de Doctor Mora a missa de envio.

Desde então, iniciou-se a peregrinação, que tem paradas em Agua Caliente (Monterrei), Matehuala, San Luis Potosí e Querétaro. A peregrinação irá se juntar depois à romaria diocesana. No domingo, 50 mil peregrinos, homens e mulheres da diocese de Querétaro, chegarão a Guadalupe.

Segundo o padre García Gudiño, ora-se para que a Virgem seja a protetora dos migrantes, que seja renovada a capela em Doctor Mora e que a peregrinação ciclista seja um chamado de atenção sobre as necessidades dos emigrantes mexicanos para os Estados Unidos, assim como um anúncio que a Igreja Católica os acolhe, sob o manto de Santa Maria de Guadalupe.