Guadalupe baterá recorde de peregrinos no dia 12 de dezembro

Sete milhões de pessoas poderão visitar o santuário em quatro dias

| 547 visitas

Por Jaime Septién 

MÉXICO, segunda-feira, 10 de dezembro de 2007 (ZENIT.org-El Observador).- Já está tudo pronto para a grande festa do México e da América, na próxima quarta-feira, dia 12 de dezembro, data na qual se comemorará o 476º aniversário das aparições de Nossa Senhora de Guadalupe ao indígena Juan Diego, canonizado por João Paulo II.  

O centro de confluência da celebração será – como há quatro séculos – o lugar do Vale do México onde em 12 de dezembro de 1531 aconteceu a última das aparições da Virgem a seu mensageiro, São Juan Diego, indicando-lhe que levasse rosas em seu «ayate» (tecido com o qual os indígenas se vestiam) ao primeiro bispo do México, frei Juan de Zumárraga, já que ela queria que lhe fosse construída uma casa de oração nos arredores do Tepeyac.

O «ayate» de São Juan Diego ficou para sempre com a impressão da figura de Nossa Senhora de Guadalupe, que agora é venerada por milhões de pessoas em todo o mundo, particularmente na América Latina e no México. 

Cada ano, entre 18 e 20 milhões de peregrinos visitam a Basílica de Guadalupe, sendo o santuário mais visitado da cristandade e um dos mais visitados pelos peregrinos em todo o mundo. Há dias em que a Basílica é visitada até por 120 mil pessoas, número que cresce de 9 a 12 de dezembro de cada ano, por ocasião das festas de Nossa Senhora.

As autoridades que levam o comando eclesiástico da Insigne e Nacional Basílica de Guadalupe esperam que neste ano se superem todos os recordes de assistência, ao chegar aos 7 milhões de visitantes em somente quatro dias. Obviamente, 12 de dezembro é o dia de maior visita de peregrinos, com quase 2 milhões de pessoas na Basílica.

O santuário guadalupano recebe cerca de duas mil peregrinações anuais de companhias, sindicatos, organizações, hospitais, comunidades, paróquias, dioceses, seminários, congregações masculinas e femininas e visitantes de comunidades do exterior, concretamente dos Estados Unidos e da América Central. 

Longe de diminuir, está aumentando o fluxo de peregrinos à Basílica ano após ano. Em dezembro de 2006 se registraram no livro da Basílica 429 peregrinações oficiais, enquanto em 2007 se tem o registro de 434. No ano passado, 1.970 peregrinações chegaram até os pés da «Moreninha do Tepeyac», e neste ano serão 2196 peregrinações.