Homilética: Quarto Domingo de Páscoa

Comentário do Pe. Antonio Rivero, L.C. sobre a liturgia dominical

São Paulo, (Zenit.org) Pe. Antonio Rivero, L.C. | 438 visitas

Quarto domingo de Páscoa

Ciclo A

Textos: Atos dos Apóstolos 2, 14.36-41; 1 Pedro 2, 20-25; João 10, 1-10

Ideia principal: Só Cristo é o Bom Pastor e a Porta da Salvação. Nós somos o seu rebanho.

Resumo da mensagem: Neste domingo, a liturgia propõe a figura de Cristo como Bom Pastor (Evangelho). Neste dia acontece a Jornada Mundial de Oração pelas vocações, para que não faltem nunca pastores segundo o coração de Jesus. Jesus é o Bom Pastor prometido por Deus, é a única Porta de salvação, e nós somos o rebanho que lhe pertence, aberto à conversão (primeira leitura) e à imitação do Pastor (segunda leitura).

Pontos da ideia principal:

Em primeiro lugar, Cristo é o nosso Bom Pastor que vai adiante, nos guiando; atrás, nos protegendo; ao nosso lado, nos animando. Pastor que nos conhece pelo nosso nome, conhece as nossas qualidades e defeitos. Nos ama. Nos alimenta com os sacramentos, com a sua Palavra e com o Magistério da Igreja. Nos trata quando nos ferimos ao deixar o aprisco e cair em algum espinheiro ou armadilha. Nos defende dos lobos que nos cercam, dos mercenários e dos falsos pastores que nos enganam com as suas ideologias, que nos tosquiam e engordam a custa da nossa lã, que fogem nos momentos de perigo e nos deixam sós. Contra todos estes falsos pastores, Cristo reivindica o seu papel: “Eu sou o Bom Pastor. Conheço as minhas ovelhas e eles me conhecem”. Ele é o Bom Pastor porque é o Caminho, a Verdade e a Vida. 

Em segundo lugar, um pastor tem o seu rebanho; o rebanho é a sua vida. Nós somos o rebanho de Cristo. Esta comparação não tem nada de negativo na Bíblia, pelo contrário, está cheia de ternura. Rebanho que é objeto de disputa e conquista por forças opostas, mediante sibilos cativantes, mas falazes. Devemos distinguir entre as mil vozes que seduzem e a voz de Cristo nosso Pastor. A voz de Cristo é tão distinta da voz dos falsos pastores! É uma voz que pacifica a alma, ilumina a mente, purifica o coração e a afetividade, fortalece a vontade. É uma voz que convida ao amor, à justiça, à verdade, à solidariedade, à pureza e à paz.  

Finalmente, Cristo nos fez a todos partícipes da sua tarefa de pastor. Porque pastor é o Papa que apascenta e governa toda a Igreja com o cajado de Cristo. Pastor é o bispo que cuida da sua diocese. Pastor é o sacerdote que se desgasta pela sua paróquia. Pastores são os pais de família que dia e noite se ocupam e se preocupam pelos seus filhos. Pastor é este governante à frente de uma nação. Pastor é o professor na escola, que forma não só a mente, mas também o coração dos seus alunos. Pastor é o chefe de uma empresa que cuida dos seus empregados. Pastor é o catequista encarregado da transmissão da fé. Pastor é o que está à frente de uma comunidade ou de um movimento eclesial como um humilde servidor. Citação de santo Agostinho ao comentar o capítulo 34 de Ezequiel: “si existem boas ovelhas, há também bons pastores, porque das boas ovelhas se fazem os bons pastores. Mas todos os bons pastores coincidem em uno, são uno. Quando eles apascentam, Cristo apascenta…é Ele mesmo quem apascenta quando eles apascentam; o Senhor diz: Eu apascento; porque neles está sua voz, neles está seu amor”. Mas o título de Porta, Cristo reservou só para Si, porque é o único mediador entre Deus e os homens. Uma só é a Porta da Salvação: Jesus. “Quem entra por mim se salvará”. Entramos por esta porta no dia do nosso batismo, formando parte do seu Corpo Místico, que é a Igreja. Certamente a misericórdia de Deus pode alcançar alguns por caminhos ocultos e extraordinários.

Para refletir: Sinto Jesus como o meu Bom Pastor ou tenho os ouvidos abertos a outros falsos pastores? Conheço já perfeitamente a voz de Cristo Pastor? Tento seguir os seus passos, imitando-o? Que ladrões e falsos pastores costumam-me assaltar? Leiamos hoje com fruto o Salmo 23.    

Para qualquer sugestão ou dúvida, podem se comunicar com o padre Antônio neste e-mail: arivero@legionaries.org