Humildemente Francisco. Profundamente Papa Francisco.

Com apenas três dias de papado, o Santo Padre Francisco já virou o centro das atenções midiáticas

Roma, (Zenit.org) Mirticeli Dias de Medeiros | 931 visitas

Com apenas três dias de papado, o Santo Padre Francisco já virou o centro das atenções midiáticas.  Pelas primeiras impressões, muitos já o consideram o Papa das surpresas, das inovações, da coragem, da quebra de protocolos.

O que muitas pessoas não sabem é que, além dos gestos ricos em significado, o então Cardeal jesuíta argentino, Jorge Bergoglio, de 76 anos, deixou para sua arquidiocese de Buenos Aires, um vasto patrimônio espiritual e catequético através de seus discursos e homilias.

Na última mensagem dirigida aos sacerdotes, leigos e religiosos de sua arquidiocese, no início da Quaresma deste ano, um pastor que se dirige ao seu rebanho fazendo um apelo forte à conversão.

“Rasguem os corações e não somente as vestes de uma oração superficial e egoísta”, ressaltou.

Ainda na mensagem - forte e desafiadora, por sinal -, o então cardeal concentrou sua reflexão nas palavras do profeta Joel que dizem: “Rasguem os corações, e não as vestes”. Segundo o então cardeal, somente um coração “rasgado” é capaz de experimentar o amor de Deus.

“Rasguem os corações para experimentar na oração silenciosa e serena a suavidade e a ternura de Deus”, salientou.

De acordo com Bergoglio, a Quaresma se apresenta para cada cristão como o grito da verdade.

“Hoje, somos novamente convidados e retomar o caminho pascal rumo à vida, caminho que inclui a cruz e a renúncia; que será incômodo, mas não estéril”, destacou.

Profundamente orante

Outra curiosidade em relação ao então cardeal é que, aqueles que o conhecem destacam o quanto ele une a contemplação à vida simples que sempre fez questão de levar. Isso se demonstrou em seu primeiro pronunciamento oficial como Papa, no dia 13 de março passado. Diante da multidão que o escutava, um pedido simples: “Rezem por mim”. Uma frase que, coincidentemente, terminou seu último discurso como arcebispo de Buenos Aires.

“Por favor, vos peço, rezem por mim. Paternalmente, Cardeal Jorge Bergóliglio SJ – 13 de fevereiro de 2013”.