Igreja da Arquidiocese de Belém do Pará receberá um dos maiores ostensórios do Brasil.

Uma contribuição de Alan de Jesus, jornalista da Arquidiocese de Belém do Pará

| 1220 visitas

Por Alan de Jesus

BELÉM, quinta-feira, 29 de março de 2012 (ZENIT.org) - Igreja da Arquidiocese de Belém receberá um dos maiores ostensórios do Brasil. Confeccionado pelo artesão paraense Afonso Falcão, o novo ostensório da Arquidiocese de Belém é feito em Cedro, revestido com folhas de ouro e possui 1,80 de altura. Idealizado pelo Reitor da Igreja das Mercês, padre Sebastião Fialho, a peça litúrgica ficará em um lugar reservado no Altar-mor desse templo religioso. Além disso, a hóstia consagrada que ficará exposta na peça litúrgica tem formato diferenciado, 40 centímetros de largura, e foi encomendada às religiosas do Carmelo de Santa Teresinha, no município de Benevides. Exaltando o desejo de em 2016 o templo religioso receber a anúncio, transformando-o em Santuário de Adoração Perpétua, os fiéis acolherão no próximo domingo, 1 , às 10h30, a entronização do novo ostensório da Reitoria, feita pelo Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa, após a tradicional Procissão de Ramos.

Para o Reitor da Igreja das Mercês, padre Sebastião Fialho, o novo ostensório possibilitará que os fiéis adorem a Deus independente do horário. “O Santíssimo Sacramento ficará sempre exposto para atender as demandas espirituais dos que almejam um encontro pessoal com Cristo”, explica. Segundo ele, o objeto será coberto nos horários de missa. “Nós colocaremos uma cortina em frente a ele para que, durante as celebrações eucarísticas, possamos fechá-la, impossibilitando sua visualização”, relata.

A Reitoria, localizada no Bairro do Comércio, já realiza constantes adorações e vigílias semanalmente para louvar a presença real de Cristo, por meio do Sacramento da Eucaristia. Joelhos no chão, mãos unidas, olhos cheios de lágrimas e orações direcionadas a Deus. Esta é uma das cenas comuns dos que, motivados pela fé, procuram a tricentenária Igreja. Um dos fiéis que nunca falta esse momento religioso é o professor de língua portuguesa Fabrício Quaresma. Segundo ele, o momento é de alegria. “Estou com muita expectativa. É emocionante saber que a qualquer momento do dia posso vir aqui para adorar ao Senhor”, revela.

A secretária Viviane do Socorro Moraes, namorada de Fabrício, sempre o acompanha em adorações e revela os frutos do encontro pessoal com Deus. “Estamos participando da preparação para fazer parte do Grupo de Adoradores da Igreja. O objetivo é nos formarmos sobre a presença real de Deus em nosso meio”, explica. “Após esse primeiro momento, faremos uma escala semanal para ajudar as pessoas que desejam adorar a Deus”, completa.