Igreja no Brasil expressa solidariedade à comunidade negra

Neste 13 de maio celebram-se os 120 anos da abolição da escravatura no país

| 649 visitas

BRASÍLIA, terça-feira, 13 de maio de 2008 (ZENIT.org).- No dia em que se celebra no Brasil a abolição da escravatura, a Igreja manifestou sua solidariedade à comunidade negra.

«A Igreja Católica é solidária com a comunidade negra e renova o seu compromisso de apoio aos afro-brasileiros na sua busca por cidadania plena e da plena liberdade, sinal concreto da liberdade que o Reino pregado por Jesus oferece», afirma o organismo episcopal em nota. 

A CNBB recorda que a assinatura da Lei Áurea, no dia 13 de maio de 1888, «respondia ao clamor dos negros que chegaram ao Brasil privados de um dos bens mais preciosos para o ser humano, a liberdade».

«Respondia também aos anseios da sociedade civil que buscava a igualdade de direitos para todos.»

E respondia ainda «ao princípio cristão que dizia que escravidão era a negação do evangelho pregado por Jesus e anunciado nestas terras».

Segundo a CNBB, a memória deste fato «motiva todos a olharem com atenção para a situação dos afro-brasileiros. Muitos ainda estão presos ao cativeiro da miséria e da exclusão social».

A nota, assinada pela presidência da CNBB, liderada por Dom Geraldo Lyrio Rocha, destaca que ainda hoje «se faz necessário reafirmarmos o compromisso para que todos os afro-brasileiros tenham condições de vida cidadã».

«A liberdade para estes homens e mulheres descendentes dos alforriados em 1888 não aconteceu na sua plenitude», destaca.