Igreja no Chile mobilizada diante da catástrofe do vulcão Chaitén

Arrecadado mais de 61 milhões de pesos

| 903 visitas

SANTIAGO DO CHILE, terça-feira, 20 de maio de 2008 (ZENIT.org).- Duas semanas após a catástrofe provocada pela erupção do vulcão Caitén no Chile, a incerteza persiste. A Igreja se mobilizou arrecadando ajuda para as vítimas.

As instituições solidárias da Igreja no Chile arrecadaram mais de 61 milhões de pesos para apoiar as famílias danificadas do sul do país – informa a Conferência Episcopal do Chile. Hoje se requer de um modo especial ajuda em gêneros para o lar.

A evacuação de urgência dos habitantes de Chaitén depois da erupção do vulcão gerou uma situação de incerteza e instabilidade que dificulta um prognóstico pelo momento. Estima-se que a ajuda para a recuperação de uma vida normal para as famílias reinstaladas requererá moradias, empregos e todo tipo de suporte para assentá-las em outros lugares geográficos ou para o regresso a seu lugar de origem.

As instituições solidárias da Igreja no Chile trabalham em comunhão para ajudar os danificados pela tragédia. Em Porto Montt, Ancud, Osorno e Villarrica há equipes das Cáritas diocesanas acompanhando as famílias e em muitas dioceses do país se organizaram centros de apoio para receber as ajudas materiais que pessoas de boa vontade estão doando.

A Cáritas Chile agradece as demonstrações de solidariedade recebidas até agora de maneira concreta e através dos canais que habilitaram para isso. Contudo, a catástrofe continua nas famílias.

«Sabemos que 60 milhões de pesos pode parecer um número grande – conclui a Conferência Episcopal – e sem dúvida demonstram uma campanha de êxito, mas também estamos conscientes de que esta quantia pode ser pouca na hora de implementar iniciativas para ajudar as famílias que perderam seus lares, seu trabalho, seus meios de subsistência e deverão começar sua vida do zero.»

A ajuda econômica continua sendo a mais útil e necessária. A conta corrente do Banco do Chile é Nº 000-00117-01, em nome da Cáritas Chile (R.U.T. 70.020.800-1 para transferências eletrônicas), continua disponível para canalizar a solidariedade.