Igreja no Peru publica subsídios na internet sobre «Violência Familiar»

O arcebispo de Lima cria site para orientar professores de religião

| 635 visitas

LIMA, sexta-feira, 22 de junho de 2007 (ZENIT.org).- A coordenação nacional da Campanha de Solidariedade «Compartir», da Igreja no Peru, acaba de publicar na internet os materiais elaborados para a temática que trata este ano: «Violência Familiar».



O anexo, texto base, o material de rádio e televisão e um vídeo documentário sobre esta problemática e a proposta dos bispos do Peru, frente à violência que afeta milhares de famílias no país, podem ser baixados desde seu site: www.iglesiacatolica.org.pe/cep/compartir

A intenção dos subsídios, que serão distribuídos a todo o país através dos coordenadores diocesanos, é o conhecimento sobre as causas e conseqüências da «violência familiar», assim como o trabalho em grupos, comunidades, colégios, instituições e outros, para dialogar sobre o tema de maneira aberta e clara, já que as múltiplas formas de mau trato nos lares não são denunciadas por considerar-se como «problemas familiares» ou ser assumidas como normais.

Este ano, «Compartir» propõe em seus materiais uma reflexão sobre a «violência familiar», sublinhando que a sociedade está se acostumando a ver as situações de mau trato e abuso entre os membros da família como uma reação natural ou como um mecanismo de resolver os problemas no seio familiar.

Daí surge o lema da Campanha: «Família unida, caminho para a paz», já que, sendo a família o núcleo fundamental da sociedade, é através dela como se pode construir um bairro, localidade, região e país sem violência.

Dom Juan José Larrañeta, secretário-geral da Conferência Episcopal Peruana e presidente da Campanha «Compartir», assinalou no evento de lançamento que a assembléia episcopal decidiu abordar a «violência familiar» porque é um tema que afeta milhares de famílias peruanas.

Sublinhou que para enfrentar esta situação «é preciso reconhecer que a violência existe em milhares de lares», e pediu a todas as famílias que iniciem ações nos lares e na comunidade para terminar com o mau trato físico e psicológico. «Que o Senhor nos anime e nos dê essa paixão para combater as causas da violência familiar», disse o bispo.

As estatísticas revelam que no Peru, cerca de 60% das famílias sofrem problemas de violência, seja mau trato entre os esposos, de pais a filhos, de filhos a pais e contra os adultos mais velhos. Segundo uma pesquisa demográfica e de saúde familiar de 2006, 79% das mulheres que sofreram violência não denunciam o fato. Desta forma, 49% das crianças e adolescentes recebem maus tratos por parte de seus pais e no caso dos adultos mais velhos, os Centros de Emergência do Ministério da Mulher atenderam 1.120 denúncias de maus tratos a adultos mais velhos.

Este ano, a Campanha de Solidariedade «Compartir» propõe enfrentar a violência nos lares peruanos, pondo em prática ações para conseguir a unidade e a paz nas famílias.

Por outro lado, a Sala de Educação Católica do Arcebispado de Lima (ODEC-Lima) lançou um site para proporcionar informação de interesse aos docentes do país sobre a nova coleção de textos de religião, denominado: «Crescendo na Fé».

Através de www.creciendoenlafe.org, os docentes poderão obter informação complementar sobre livros com conteúdos do primeiro ao sexto ano do Ensino Fundamental, assim como modelos de jogos, projetos educativos, canções e devocionários.

Desta forma, este site na Internet conta com links através dos quais se poderão fazer chegar as dúvidas, comentários e sugestões sobre o conteúdo dos textos, que ajudarão a ODEC a continuar aperfeiçoando as futuras edições da coleção.