Igreja pode oferecer grande contribuição à União Europeia

Papa recebe presidente do Parlamento Europeu, Buzek

| 935 visitas

CIDADE DO VATICANO, terça-feira, 1º de março de 2011 (ZENIT.org) - A contribuição que a Igreja pode oferecer à União Europeia (UE) foi um dos principais temas da audiência que o Papa Bento XVI teve, ontem, com o presidente do Parlamento Europeu, Jerzy Buzek.

Depois da audiência, Buzek se reuniu com o cardeal Tarcisio Bertone, secretário de Estado, acompanhado por Dom Dominique Mamberti, secretário para as Relações com os Estados.

Uma nota do Vaticano, divulgada após a reunião, explicou que as conversas "foram realizadas em uma atmosfera cordial" e "permitiram uma frutuosa troca de opiniões sobre as relações entre a Igreja Católica, o Parlamento Europeu e outras instituições da Europa, bem como a contribuição que a Igreja pode oferecer à União Europeia".

Durante a audiência, acrescenta o texto, "foi possível falar de questões de atualidade, como os esforços para promover a liberdade religiosa e a proteção das minorias cristãs no mundo".

O site do Parlamento Europeu informa que, depois de sua visita oficial à Santa Sé, Buzek definiu a audiência de Bento XVI como um encontro "tocante".

O Papa, sublinhou o presidente do Parlamento, é "um homem de fé e de intelecto".

"Em uma época de mudanças dramáticas como estas - acrescentou ele -, Bento XVI oferece um ponto de referência e estabilidade para milhões de pessoas ao redor do mundo."

Quanto à situação no Norte de África, uma das realidades mais difíceis nas últimas semanas, o Pontífice e o presidente do Parlamento Europeu expressaram "a esperança de que a violência acabe rapidamente e que comece a transição para a democracia e a paz".