II Simpósio sobre o pensamento de Joseph Ratzinger: Humanização e sentido da vida

Reflexões de Dom Orani João Tempesta, arcebispo do Rio de Janeiro

| 1263 visitas

RIO DE JANEIRO, segunda-feira, 05 de novembro de 2012(ZENIT.org)- Nos próximos dias 8 e 9 de novembro, a Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro realizará o II Simpósio sobre o pensamento de Joseph Ratzinger, com o tema: “Humanização e sentido da vida”.

Não poderia haver oportunidade mais propícia para se refletir sobre alguns aspectos do pensamento do atual Papa do que este ano, em que a Igreja comemora o 50º aniversário do Concílio Vaticano II, do qual o então jovem teólogo Joseph Ratzinger participou como perito. Comemoram-se, também, os 20 anos do Catecismo da Igreja Católica, que bebeu das fontes do próprio Concílio e foi promulgado pelo Beato João Paulo II para dar a conhecer a todos, católicos e não-católicos, uma visão abrangente do conteúdo da nossa fé.

O Papa Bento XVI tem se empenhado em levar adiante este imenso trabalho, buscando torná-lo ainda mais acessível ao público em geral, sem, entretanto, prescindir da profundidade do seu conteúdo. Com este objetivo, presidiu a Comissão que elaborou uma versão mais concisa do Catecismo, o chamado “Compêndio”, promulgado logo no primeiro ano do seu Pontificado, em 2005. Agora, já temos também em mãos a tradução brasileira da mais nova versão do Catecismo, desta vez destinada aos jovens - o YouCat (abreviatura de Youth Catechism) - fruto de um ardente desejo do Papa de levar a juventude ao estudo e aprofundamento da doutrina católica.

A visita de Bento XVI ao Rio de Janeiro, em julho de 2013, durante a Jornada Mundial da Juventude, se insere na celebração do “Ano da Fé”, que teve início no último dia 11 de outubro e se prolongará até o dia 24 de novembro de 2013. Este momento que a Igreja vive na convergência de tantos propósitos motivou os organizadores do Simpósio a refletirem sobre o pensamento do Papa como forma de diálogo com os jovens a respeito da fé. Assim é que a PUC-Rio, em parceria com a Fondazione Vaticana Joseph Ratzinger - Benedetto XVI e a Arquidiocese do Rio de Janeiro –, trouxe à nossa cidade este evento, em comemoração aos 40 anos do seu Departamento de Teologia.

Quando me refiro ao momento em que a Igreja vive, sem dúvida devemos reconhecer que ele é, em grande parte, fruto da inspiração e da iniciativa do nosso atual Papa. Bento XVI vem amiudando e aprofundando o diálogo com os jovens, e este Simpósio promovido pela PUC-Rio descortina à nova geração do mundo acadêmico alguns pontos importantes das suas reflexões.

Ao abordar tanto alguns temas atuais quanto as permanentes indagações do ser humano, as conferências se propõem a confrontar tais questionamentos com as respostas que a vasta formação e experiência do maior teólogo da atualidade nos apresentam. Partindo da questão sobre o sentido da vida, a programação percorre assuntos como política, ética e economia, que suscitam tantos debates éticos e morais contemporâneos, para desembocar no sentido último da existência e da realidade, à luz da fé.

O Simpósio da PUC-Rio pretende apresentar o pensamento de Joseph Ratzinger enquanto teólogo, sua interpretação do dado revelado, sua visão do mundo e o diálogo com a cultura atual. Essa interpretação, por sua vez, enquanto autêntica reflexão sobre a verdade, fornece à sua atuação no Magistério da Igreja a solidez e a argúcia de espírito que caracterizam os documentos do seu pontificado. Não se pode esquecer, também, a conotação mística que permeia suas reflexões, a lembrar que tudo parte de Cristo e a Ele retorna, como fonte e arremate de nossa vida e missão.

Considero este Simpósio, do qual terei o privilégio de participar, uma excelente oportunidade para se conhecer melhor o grande tesouro que o pensamento de Joseph Ratzinger representa para a Igreja e o mundo. Felizmente nós o temos como Supremo Pastor da Igreja, que nos guia e ensina, em nome de Jesus Cristo.

+ Orani João Tempesta, O. Cist.

Arcebispo de São Sebastião do Rio de Janeiro, RJ