Imigrantes submetidos a “exploração intolerável”

Afirmam bispos dos países do Norte da África

| 1210 visitas

RABAT, quarta-feira, 28 de abril de 2010 (ZENIT.org).- Os bispos do Norte da África, reunidos em Rabat, em Marrocos, denunciaram o que chamaram de "exploração intolerável" a que estão submetidos os imigrantes.

A reunião da Conferência Episcopal Regional do Norte da África (CERNA), realizada em Rabat entre os dias 20 e 24 de abril, possibilitou um frutífero intercâmbio de opiniões sobre a situação dos países e das Igrejas da região, afirma um comunicado enviado à agência Fides.

Mesmo em meio à diversidade de situações que caracteriza a vida na região, foi possível constatar como os participantes do encontro estiveram unidos pela intenção de servir as comunidades católicas a eles confiadas, com base na liberdade religiosa reconhecida pelos Estados.

Os bispos do Norte da África buscam atuar em colaboração ecumênica com outras igrejas cristãs reconhecidas, vivendo e trabalhando - sem qualquer espírito de proselitismo - diretamente com as populações, em sua maior parte muçulmanas, que os acolhem e com as quais têm estreitos laços de amizade.

Os prelados sublinharam a solidariedade vivida como experiência no serviço aos menos favorecidos, em colaboração com as associações da sociedade civil nos países do Maghreb.

A reunião da CERNA abordou em particular a questão dos imigrantes "em situação irregular", especialmente as mulheres e crianças, particularmente vulneráveis, a ponto de muitos deles estarem submetidos a uma "exploração intolerável".

"Diante deste problema, que exige uma maior atenção por parte da comunidade das nações, os membros da CERNA trocaram opiniões sobre a assistência humanitária e pastoral, uma ajuda modesta, mas muito concreta, segundo o espírito do Evangelho e em conformidade com o magistério da Igreja."

Discutiu-se ainda o papel das bibliotecas disponibilizadas para os estudantes de todas as dioceses, como locais de encontro e diálogo intercultural, e foram definidas as disposições para que estes trabalhos continuem.

Os quatro delegados da CERNA presentes na 2ª Assembléia Especial para a África, do Sínodo dos Bispos, apresentaram as conclusões do sínodo e destacaram a atenção dada pelos prelados às relações entre o Maghreb o restante do continente africano.

Os membros da CERNA que participaram dos trabalhos preparativos do Sínodo para o Oriente Médio, que será realizado em outubro, analisaram os meios pelos quais o envio de pessoal religioso oriundo do Oriente Médio poderia ser útil às dioceses norte-africanas.

A próxima reunião da CERNA será realizada na Argélia, entre 29 de janeiro e 3 de fevereiro de 2011. Nesta ocasião, será aprovado um documento teológico sobre a presença da Igreja nos países do Norte da África.