Inaugurada a catedral católica de Kosovo

Milhares de fiéis participam da cerimônia

| 1168 visitas

PRISTINA, terça-feira, 7 de setembro de 2010 (ZENIT.org) – Milhares de pessoas reuniram-se em Pristina, capital de Kosovo, nesse sábado, para celebrar a inauguração da catedral católica, dedicada à madre Teresa de Calcutá, beatificada pelo Papa João Paulo II em 2003.

A cerimônia forma parte dos eventos que ao longo do ano comemorarão o centenário do nascimento da religiosa (26 de agosto de 2010) de origem albanesa e nascida na Macedônia, fundadora das Missionárias da Caridade, que trabalhou durante meio século com os enfermos e pobres da Índia, de cuja morte se completam 13 anos (5 de setembro de 1997).

Uma procissão de sacerdotes percorreu a rua principal de Kosovo. Dentro da catedral de ladrilhos vermelhos, os fiéis usavam lenços brancos para comemorar o evento.

“Isso glorifica a fé, mas também a grandeza de nossa nação”, declarou um membro da comunidade, Jak Gjergji.

As obras da catedral iniciaram em 2007 pelo então presidente Ibrahim Rugova, líder da independência de Kosovo frente à Sérvia, de quem se afirma que se converteu ao cristianismo antes de sua morte.

Fontes eclesiais afirmaram que faltam ainda dois anos para que a catedral esteja completamente acabada.

Kosovo declarou sua independência unilateralmente a 17 de fevereiro de 2008, mas a Sérvia ainda reclama como próprio o território, e a independência de Kosovo ainda não foi reconhecida por muitos países, entre eles a Espanha.

Políticos, diplomatas e religiosos de diversas confissões participaram em Kosovo em numerosas atividades do “Ano da Madre Teresa”, proclamado pelo presidente Fatmir Sejdiu para render tributo à religiosa católica.

Os serviços postais de Kosovo emitiram um selo em sua honra, apesar desta ex-província iugoslava ser um Estado com 90% de muçulmanos e apenas 5% de católicos.

A catedral será o edifício mais alto de Kosovo e seu financiamento procede da prefeitura de Pristina, várias missões católicas europeias e muitos doadores particulares.

(Nieves San Martín)