Índia: cristãos chocados com pichações blasfemas contra Jesus e o Papa

| 1596 visitas

ROMA, quarta-feira, 23 de junho de 2010 (ZENIT.org). – “Profundamente chocada”: assim descreveu os sentimentos da comunidade cristã da cidade indiana de Schillong o arcebispo de Schillong, Dom Dominic Jala, diante das pichações blasfemas nos muros do Saint Anthony College e da estátua de São João Bosco do Dom Bosco Technical Institute.

As caricaturas, apagadas pela polícia, representavam Bento XVI com os dizeres “Procurado” e “Prendam este homem”, segundo reporta a agência AsiaNews.

Segundo fontes locais, a polêmica estaria ligada a um suposto financiamento de 1,7 milhão de euros concedido pelo governo para a reforma das escolas salesianas.

De fato, sob estátua de Dom Bosco foi pintada uma imagem de um crucifixo mostrando, no lugar da inscrição INRI, a cifra “92 milhões de rúpias”, valor equivalente a 1,7 milhão de euros.

Dom Jala disse à AsiaNews que a Igreja católica local está “profundamente chocada com esta estúpida e depreciativa profanação”.

“Estas ações blasfemas feriram nossos sentimentos religiosos”, acrescentou.

O porta-voz da Conferência Episcopal Indiana, Pe. Babu Joseph, declarou à agência Fides que se trata de “atos execráveis, que pretendem criar desordens e semear a desarmonia na sociedade”.

“A comunidade cristã de Meghalaya responderá de modo pacífico, pedindo que a justiça cumpra seu papel”, sublinhou.

“A Igreja, como em todo caso como este, se move de acordo com a legalidade, sem responder às provocações nem cair em armadilhas, pois os extremistas buscam deflagrar uma espiral de violência para com ela lucrar”, concluiu o porta-voz.