Índia: perseguição cristã continua

Relatório revela sofrimentos dos cristãos em Orissa

| 1301 visitas

ROMA, quarta-feira, 31 de agosto de 2011 (ZENIT.org) – Ainda em 2011, os cristãos do Estado indiano de Orissa continuam sendo perseguidos, destaca um novo relatório.

Três anos depois da série de ataques aos cristãos (agosto de 2008), que deixou 18 mil feridos, 50 mil deslocados e cerca de 120 mortos, a associação caritativa Ajuda à Igreja que Sofre recebeu um documento que aborda a contínua discriminação contra os cristãos em Orissa. 

No texto, o advogado cristão K.J. Markosse descreve o assassinato de ministros cristãos e as dificuldades que barram a reconstrução das casas destruídas durante os ataques de 2008.

Também denuncia que o pastor batista Minoketan (conhecido como Michael) Nayak, do povoado de Midiakia-Kutipada, em Baliguda, Orissa, foi assassinado na noite de 26 de julho.

Em janeiro, outro pastor, Saula Pradhan, saiu de sua casa com dois amigos hindus e no dia seguinte foi encontrado morto.

Segundo o relatório, a polícia, nessas investigações, coloca-se ao lado do RSS (Rashtriya Swayamsevak Sangh, um partido político hindu), em favor de “eliminar os líderes cristãos”. 

O advogado também descreve como no distrito de Sundargarh, também em Orissa, criam-se obstáculos para impedir a reconstrução das casas dos cristãos incendiadas e destruídas em 2008.