Inscrições on-line para Congresso Mundial da Divina Misericórdia

Um encontro no Vaticano aberto às demais religiões

| 847 visitas

CIDADE DO VATICANO, segunda-feira, 5 de novembro de 2007 (ZENIT.org).- O primeiro congresso mundial sobre a Divina Misericórdia já abriu as inscrições on-line em sete idiomas em seu site: http://www.worldapostoliccongressonmercy.org.



Este Congresso Apostólico Mundial sobre a Divina Misericórdia acontecerá na Sala Paulo VI, do Vaticano, de 2 a 6 de abril de 2008, exatamente três anos depois do dia da morte do Papa João Paulo, precisamente na Vigília da Festa da Divina Misericórdia de 2005.

O coordenador geral do acontecimento é o Pe. Patrice Chocholski, que em um encontro com Zenit mostrou como «este primeiro congresso terá um caráter ecumênico e inter-religioso» e contará com várias atividades, não só palestras.

Estão previstos festivais missionários, cantos, oficinas, adoração, uma procissão da luz por toda a cidade de Roma e outras atividades que contam com a colaboração e organização da diocese de Roma.

O motivo pelo qual se incluirão outras religiões no congresso é que «a misericórdia é importante para construir novas pontes entre civilizações e religiões», acrescenta o Pe. Chocholski, sacerdote da diocese francesa de Belley-Ars e responsável pela formação teológica dos leigos e das relações inter-religiosas.

O congresso está inspirado na figura de João Paulo II, que escreveu, em 30 de novembro de 1980, a encíclica «Dives et Misericordia» e canonizou Faustina Kowalska (1905-1938), impulsora e apóstola dessa devoção.

João Paulo II disse que «a Divina Misericórdia é a luz que ilumina o caminho do povo do terceiro milênio».

Bento XVI expressou sobre a Divina Misericórdia que «o mistério do amor misericordioso de Deus foi o centro do pontificado de meu venerado predecessor».

O Pe. Chocholski conta a Zenit que o congresso «não pretende ser só devocional, mas para toda a Igreja».

O responsável recordou como «a Divina Misericórdia não deve ser monopólio de ninguém».

No patronato do congresso há, neste momento, 15 cardeais, presididos pelo cardeal Christoph Schonborn: são os cardeais Arinze, Backis, Barbarin, Bergoglio, Dziwisz, Erdo, Pengo, Poupard, Rodé, Rosales, Ruini, Rylko, Scherer e Tauran. Também estão alguns prelados