Irlanda: passos lentos na defesa legal das crianças

Uma comissão e bispos lamentam o atraso na proteção de dados

| 895 visitas

MAYNOOTH, terça-feira, 28 de junho de 2011 (ZENIT.org) - Os bispos da Irlanda afirmam compartilhar a frustração de uma comissão independente sobre a defesa das crianças frente às dificuldades para implementar uma legislação sobre a proteção de dados.

Os bispos se referiram a esta questão na última quarta-feira, na declaração final do Encontro Geral de junho da Conferência Episcopal Irlandesa.

A declaração destaca que os bispos debateram sobre o informe anual do National Board for Safeguarding Children in the Catholic Church, uma comissão independente que formula padrões e oferece uma guia ao respeito, com três deveres fundamentais: desenvolvimento de políticas, assessoria e revisão.

“Sobre este terceiro dever, de seguimento e revisão das práticas de proteção, os progressos são mais lentos do que se esperava; compartilhamos a frustração da comissão a este respeito”, indica a declaração episcopal.

“Isso – acrescenta – se deve à dificuldade na implementação do direito civil em relação à defesa dos dados.”

Os bispos afirmam que estas dificuldades já surgiram em 2007 e, no ano passado, a Comissão encarregou o comissário para os dados de resolver esta questão.

O pedido dos prelados ao governo é de que dê os passos necessários para permitir que a Comissão desenvolva sua própria tarefa, “recebendo e compartilhando informação com os corpos eclesiais, como se estabeleceu”.

Missal Romano

Os bispos também informaram sobre os progressos realizados na implementação da nova tradução do Missal Romano.

A partir de 11 de setembro, as Missas na Irlanda começarão a introduzir as primeiras mudanças. “Com a introdução da nova edição do Missal Romano, notaremos uma mudança na Missa, mas, com o tempo, rezando estes textos novos, o 'som' da Missa voltará a ser-nos familiar”, afirmaram.

A tradução irlandesa do Missal Romano está quase completa, informaram os prelados. Espera-se que a Santa Sé dê sua aprovação e que a tradução esteja disponível até o final do ano.

As novidades da nova tradução inglesa já foram transmitidas às paróquias e podem ser consultadas na internet.

Homenagear o Papa

Os bispos destacaram também que estão valorizando a iniciativa proposta pela Congregação para o Clero, que convida os fiéis a realizarem 60 horas de adoração eucarística para comemorar o 60º aniversário de sacerdócio de Bento XVI, amanhã.

“O Papa Bento XVI guiou a Igreja com fé e humildade e chegou a muitas pessoas”, destacaram os bispos irlandeses.

E acrescentaram: “Em suas peregrinações, ele apresentou o Evangelho de Cristo e os ensinamentos da Igreja de maneira fascinante, para pessoas de todas as idades”.