Irmã Cristina é a vencedora do The Voice Itália

A jovem freira rezou o Pai Nosso ao vivo na televisão após a vitória

Roma, (Zenit.org) Luca Marcolivio | 846 visitas

Ela se tornou o fenômeno musical-midiático do ano. Já desde a sua primeira aparição no The Voice, a irmã Cristina Scuccia tinha sido coroada vencedora moral do concurso televisivo para futuros cantores. Quinta à noite (5) chegou a vitória: a jovem religiosa siciliana de 25 anos ganhou o concurso com o 62% dos votos. Ao terminar a sua canção, irmã Cristina pediu para rezar um Pai Nosso “todos juntos, de mãos dadas” com os outros presentes no estúdio de televisão.

Durante estes dois meses, sua performance têm dividido os críticos e o público. Se de um lado era difícil duvidar dos talentos notáveis ​​da cantora Irmã Cristina, por outro, a sua participação no The Voice, tinha levantado um amplo debate sobre se era ou não oportuno a presença midiática do clero ou dos religiosos, particularmente, na pequena tela.

Seu primeiro teste no programa deu a volta ao mundo, e transmitida por todos os meios de comunicação. Até mesmo a atriz Whoopi Goldberg publicou um tweet sobre isso, lembrando a sua histórica interpretação no filme Sister Act.

Mas não faltaram as críticas que diziam que a irmã Cristina banalizava a imagem da vida consagrada, e por ir como “ovelha no meio dos lobos” em um ambiente secularizado e competitivo como o da televisão. Mas, depois da vitória, a protagonista desta edição no The Voice agradeceu “todos aqueles que me ajudaram neste momento difícil”.

Seu treinador, o rapper J-AX não escondeu sua emoção e disse ontem que "o clamor midiático me impactou e não posso imaginar o que foi para uma freira de 25 anos”. Enquanto isso, outro dos treinadores, Piero Pelù, disse a irmã Cristina nos últimos meses "tem sido boa também para gerenciar o estresse por tudo o que foi dito".

Por sua parte, a religiosa siciliana sempre disse que quer utilizar o canto para abrir caminho no mundo dos jovens e envolvê-los no trabalho de evangelização. (Trad.TS)