Israel premia um centro de estudos judaico-cristãos da Igreja

O centro da Arquidiocese de Madri recebeu o prêmio Samuel Hadas

| 971 visitas

MADRI, quarta-feira, 18 de janeiro de 2012 (ZENIT.org) - O Centro de Estudos Judaico-Cristãos, instituição da arquidiocese de Madri criada em 1972, recebeu da Embaixada de Israel na Espanha o prêmio ‘Samuel Hadas de Amizade Espanha-Israel’, um reconhecimento a entidades dedicadas a aproximar os dois países e as suas sociedades.

Em carta dirigida ao Centro de Estudos Judaico-Cristãos, o embaixador de Israel na Espanha, Alon Bar, manifesta: “Para mim é um motivo de especial satisfação a sua aceitação do prêmio 'Samuel Hadas de Amizade Espanha-Israel' e a sua participação na cerimônia de entrega”.

Com o tributo, a Embaixada “quis fazer um reconhecimento público às personalidades e instituições que, como o seu centro, vêm contribuindo para a aproximação entre os nossos países e sociedades e para o fortalecimento das relações bilaterais”.

Estes prêmios se contextualizam nas celebrações do 25º aniversário do estabelecimento de relações diplomáticas entre a Espanha e Israel. O ato de entrega marcará o encerramento do ano de comemorações. O prêmio será entregue hoje, 18, em cerimônia na Real Casa de Correos de Madrid.

O Centro de Estudos Judaico-Cristãos, instituição herdeira da primeira Amizade Judaico-Cristã fundada na Espanha em 1962, pelas religiosas de Nossa Senhora e pela Comunidade Judia de Madri, considera uma honra este reconhecimento do seu trabalho na organização de simpósios hispano-israelenses desde 1974, bem como cursos anuais de temáticas judaico-cristãs, aulas de hebraico, viagens a Israel para divulgar a importância da terra de Israel para o povo judaico, entre outras iniciativas.

O Centro de Estudos, conforme acrescenta a nota enviada a ZENIT, “agradece a todos os seus colaboradores, sócios, amigos e professores de universidades que, durante mais de quarenta anos, prestaram generosamente a sua colaboração para o nosso projeto”. O Centro de Estudos Judaico-Cristãos, finaliza a nota, “está honrado por receber este prêmio que se une aos já recebidos anteriormente”.