Istambul: arcebispo Shevchuk se encontra com o patriarca Bartolomeu I

Prossegue o crescimento da Igreja Greco-Católica Ucraniana

Roma, (Zenit.org) Don Mariusz Frukacz | 564 visitas

O arcebispo maior Sviatoslav Shevchuk, chefe da Igreja Greco-Católica Ucraniana, encontrou-se no sábado passado, 20 de abril, com o patriarca ecumênico Bartolomeu I al Fanar, em Istambul. A reunião, muito importante do ponto de vista ecumênico e histórico, também contou com a presença do bispo Boris Gudziak, presidente do Departamento de Relações Internacionais da Igreja Greco-Católica Ucraniana.

De acordo com o Serviço de Informações Religiosas da Ucrânia (RISU), a viagem do chefe da Igreja Greco-Católica Ucraniana aconteceu no contexto das comemorações dos 1025 anos do Batismo da Rússia, em Kiev, e foi realizada, conforme declarou o arcebispo, "por nossa própria iniciativa".

Shevchuk assegurou ao patriarca ecumênico a vontade de desenvolver as relações com a Igreja de Constantinopla. Em particular, falou das perspectivas de renovação do Grupo de Estudos de Kiev, que inclui teólogos e estudiosos das igrejas ortodoxas dos Estados Unidos e do Canadá.

Entre 1992 e 1995, o Grupo de Estudos de Kiev se reuniu sete vezes em diferentes lugares: Oxford, Stamford, Ottawa, Halki-Istambul (Turquia), Roma e Chevetogne (Bélgica). Os membros do grupo exploraram a possibilidade de uma reunião em Kiev para a continuação do diálogo, concentrando-se na teologia e, particularmente, na eclesiologia, fazendo assim grandes avanços.

No passado, o grupo foi apresentado ao papa João Paulo II e recebeu a bênção do patriarca Bartolomeu de Constantinopla e do cardeal Myroslav Ivan Lubachivsky. Os estudiosos de Kiev reconhecem e respeitam a Igreja Greco-Católica Ucraniana e admitiram a perseguição dos ortodoxos ucranianos e das igrejas greco-católicas.

Em termos numéricos, a Igreja Greco-Católica Ucraniana é a maior das igrejas católicas orientais, com mais de 5 milhões de fiéis espalhados pela Ucrânia, Polônia, Europa Ocidental, Canadá, EUA, Argentina, Brasil, Austrália e muitos outros países. A Igreja tem o status de arcebispado e se estrutura em quatro áreas metropolitanas, uma arquieparquia (arquidiocese de Lviv), dezoito eparquias (ou dioceses), três exarcados apostólicos e dois exarcados arquiepiscopais.