Itália: A família pagou pela crise

Fórum das Associações Familiares apoia as declarações do primeiro-ministro, Enrico Letta

Roma, (Zenit.org) | 391 visitas

"É extremamente importante o que o Presidente do Conselho italiano, Letta, disse ontem à noite no programa “Porta a porta”, poucos dias após a sua participação na Semana Social dos católicos italianos", diz Francesco Belletti, presidente do Fórum das Associações Familiares.

Foi importante admitir que “a crise neste país tenha sido paga, sobretudo, pela família, sobre a qual descarregaram os custos e o mal funcionamento do welfare". Mais importante é a perspectiva de que "sustentar a família tornou-se um dos pilares para a recuperação do país”.

"Seria mais importante ainda que o primeiro-ministro tivesse declinado o significado deste sustento para as famílias. Provavelmente o tempo da transmissão impediu o aprofundamento... na dúvida da escala de urgência que temos seguido em Turim, exploramos dois temas sobre os quais podemos trabalhar desde já: um imposto justo para os encargos familiares, capaz de proteger as famílias com filhos. A proposta da Fator Família, aprovada por unanimidade pela Conferência nacional da família, está pronta. O segundo tema é o trabalho entendido como criação de postos de trabalho, especialmente para os jovens, mas também como âmbito da vida em harmonia com os tempos e as necessidades das famílias.

"Isso é o que espera a família italiana de um estado que finalmente reconheceu seu débito", conclui Belletti. "Esperamos que tudo não acabe no nevoeiro de um incerto futuro político e institucional".