Jesus inovou laicidade, afirma Papa

| 547 visitas

CIDADE DO VATICANO, sexta-feira, 19 de outubro de 2007 (ZENIT.org).- Bento XVI explicou que Jesus contribuiu com uma «novidade substancial» para compreender o termo laicidade.



Em uma mensagem enviada por ocasião do centenário da primeira Semana dos Católicos Italianos nesta sexta-feira, convida os católicos a «interrogarem-se» sobre este conceito utilizado para diferenciar os âmbitos «entre a religião e a política».

«A novidade substancial oferecida por Jesus é que abriu o caminho para um mundo mais humano e mais livre, em pleno respeito da distinção e da autonomia que existe entre o que é de César e o que é de Deus», afirmou, citando a passagem evangélica de Mateus (22, 21).

«A Igreja, portanto, ainda que por um lado reconheça que não é um agente político, por outro, não pode deixar de interessar-se pelo bem de toda a comunidade civil, na qual vive e trabalha.»

A «contribuição peculiar» que a Igreja oferece nesse sentido, concluiu, consiste em formar «nas classes políticas e empresariais um espírito genuíno de verdade e honestidade, orientado à busca do bem comum, e não do benefício pessoal».