JMJ Rio 2013: Relíquia de Santa Teresa dos Andes ficará na Tenda de Adoração da Feira Vocacional

Conheça a história da intercessora da JMJ

Rio de Janeiro, (Zenit.org) | 552 visitas

A relíquia de Santa Teresa dos Andes, intercessora da JMJ Rio2013, ficará na Tenda de Adoração da Feira Vocacional.A relíquia, pedaço de osso que está dentro da imagem de cerca de 40cm da santa, foi enviado pelas carmelitas do Chile.  Ficará no convento de Santa Teresa, no Rio de Janeiro, até o dia 21 de julho, quando será transferida para a Feira Vocacional. Até lá, as religiosas vão interceder pelo encontro da juventude com o Papa diante da imagem.    

Segundo o diretor do Setor Preparação Pastoral padre Arnaldo Rodrigues, as 12 irmãs enclausuradas ficaram “entusiasmadas por participarem ativamente da JMJ acolhendo ‘tão ilustre hóspede’”. A relíquia foi acolhida pelas religiosas ao som do Hino da JMJ Rio2013.

Além da relíquia de Santa Teresa dos Andes, a Tenda de Adoração da Feira Vocacional vai receber a relíquia de Santa Terezinha e da Beata Albertina Berkenbrock. As relíquias de outros padroeiros e intercessores da Jornada também poderão ser veneradas pelos peregrinos. A do Beato João Paulo II será acolhida na Catedral Metropolitana e a do Beato Frederico Ozanan na paróquia João Batista, em Campo Grande.

Conheça a história da intercessora da JMJ

Santa Teresa dos Andres  é a primeira santa chilena, a primeira santa carmelita descalça não europeia e a quarta santa Teresa do Carmelo, depois das santas Teresas de Ávila, de Florença e de Lisieux.

Santa Teresa nasceu em Santiago, no Chile, em 1900. Aos 14 anos recebeu o chamado de Deus e desejou se consagrar inteiramente a Ele como carmelita descalça. Entrou para a congregação no dia sete de maio de 1919 no pequeno mosteiro do Espírito Santo no povoado de Los Andes, a cerca de 90km de Santiago.

Fez a profissão religiosa em sete de abril de 1920 e morreu em 12 de abril do mesmo ano, apenas cinco dias depois. Sempre foi consciente de que a sua oração e sacrifício eram capazes de melhorar e purificar o mundo. A santidade de sua vida resplandeceu nos atos ordinários de cada dia nos ambientes onde viveu: a família, o colégio, as amigas, os vizinhos com quem passava parte de suas férias e a quem sempre catequizou e ajudou com zelo apostólico.

Hoje no seu túmulo encontramos a sua frase: “O amor é mais forte”. A JMJ Rio2013 a invoca como contemplativa de Cristo. “Ajudai-me a encontrar em minha alma o desejo de adorar e glorificar a Jesus sem cessar. Amém!”, diz a Oração em honra da Santa.

(Fonte: http://www.rio2013.com/pt)