Joaquín Alliende, novo presidente de Ajuda a Igreja que Sofre

| 997 visitas

KONIGSTEIN, terça-feira, 7 de outubro de 2008 (ZENIT.org).- O sacerdote chileno Joaquín Alliende-Luco é, desde ontem, por designação da Santa Sé, o novo presidente da associação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS), segundo um comunicado desta instituição.

Ele substitui assim o presidente anterior, o suíço Hans-Peter Rothlin, que apresentou sua renúncia para permitir a nomeação de um sacerdote como presidente de AIS, como prevêem os estatutos, exceto em casos justificados.

Rothlin sublinhou que esta sucessão se realiza «a partir da unidade e a fidelidade criativa ao nosso fundador, o Pe. Werenfried van Straaten», e manifestou sua satisfação pelo fato de que, pela primeira vez, uma pessoa de um país receptor de ajudas assume este cargo.

O Pe. Alliende, que pertence ao movimento de Schoenstatt, já estava há vários anos em contato com a Ajuda a Igreja que Sofre, pois era, desde 1978, consultor para questões teológicas do Conselho Geral, e desde 1999, assistente eclesiástico internacional.

O novo Presidente é um conhecido teólogo, que participou na preparação das três últimas Conferências Gerais do CELAM (Puebla, 1979; Santo Domingo, 1992; Aparecida, 2007). É também um conhecido poeta religioso, autor de livretos para Missas orquestradas e de um musical sobre os mártires do século XX, escrito por ocasião da Jornada Mundial da Juventude em 2005.