Jogar fora as situações escandalosas de desigualdade, pobreza e injustiça

O cardeal Tauran inaugura o encontro dos representantes Hindus em Roma e reitera a importância de cultivar e promover o poderoso meio" do diálogo inter-religioso

Roma, (Zenit.org) Redacao | 417 visitas

O cardeal Jean-Louis Tauran, presidente do Pontifício Conselho para o Diálogo Inter-religioso, inaugurou hoje o encontro sobre o tema: "Alcançar a paz no mundo através dos ensinamentos de Jesus Cristo e compreender a influência positiva da Igreja Católica". O evento, organizado pelo organismo de caridade britânico Lord Dolar Popat Foundation, reúne em Roma os líderes hindus de todo o mundo, liderados por Morari Bapu, conhecido pregador do hinduísmo.

E justo a eles, o Cardeal Tauran deu o seu discurso esta manhã, todo focado na verdade, no amor e na compaixão como valores universais para cada religião, que podem transformar qualquer pessoa em um pacificador.

Em seu discurso - informa Rádio Vaticano - o cardeal sublinhou então a importância da "espiritualidade interior" dos crentes que leva "naturalmente" ao respeito do outro, que, quando considerados com igual dignidade humana, não é visto como um inimigo, mas como um irmão.

Na estrada do Papa Francisco, Tauran enfatizou a necessidade de "construir pontes que coloquem as pessoas em contato e criem relações baseadas no respeito”, na “compreensão recíproca da herança espiritual de cada um”, apreciando “os aspectos em comum e respeitando as diferenças".

"O diálogo inter-religioso é uma poderosa forma de cultivar e promover", disse o presidente do Pontifício Conselho para o Diálogo Inter-religioso. E concluiu observando que "os crentes de diferentes religiões podem contribuir em conjunto para o bem comum, para a construção de uma sociedade justa e de uma paz estável e duradoura no mundo". Juntos é possível promover aquela "cultura do encontro e da solidariedade" desejada pelo Pontífice, que jogará fora as “escandalosas situações de desigualdade, pobreza e injustiça". (Trad.T.S.)