Jovens inserem Fátima no roteiro de viagem da JMJ

Santuário prepara-se para receber os grupos peregrinos

| 880 visitas

FÁTIMA, quinta-feira, 21 de julho de 2011 (ZENIT.org) – Vários grupos de jovens de diferentes nacionalidades que vão à Jornada Mundial da Juventude de Madri – 16 a 21 de agosto – inseriram no seu roteiro de viagem uma peregrinação ao Santuário de Fátima.

Segundo informa a Sala de Imprensa do Santuário, alguns grupos prevêem passar por Fátima antes da JMJ, outros marcaram a vinda a Portugal para após este grande encontro.

“Até este momento, fizeram-se anunciar 64 grupos de jovens, que indicam participar também nas JMJ. Destes, 45 vêm antes das jornadas e 19 vêm depois”, revela Natalina Ferreira, diretora do Serviço de Peregrinos (SEPE) do Santuário de Fátima.

Dos grupos já inscritos, 42 têm até 100 peregrinos, 17 têm entre 100 e 500 peregrinos. Três grupos dos mais numerosos vêm do Brasil: um com 615 jovens, outro com 1000 e outro com 1500. De Lisboa irá ao santuário um grupo de 2.000 jovens. O maior dos grupos trará a Fátima 2.500 jovens.

“Este maior grupo, de 2.500 pessoas, inclui peregrinos de língua espanhola de diferentes países, sobretudo da América do Sul. São jovens que, antes das jornadas, se vão juntar na diocese de Coria-Cácares, em Espanha, e que aproveitam para vir a Fátima em peregrinação. A organização é da Delegación de Infancia e Juventud de Coria-Cáceres”, sublinha esta responsável em entrevista à Sala de Imprensa do Santuário de Fátima.

As nacionalidades que estarão representadas em Fátima são diversas e expressivas da grandeza e do impacto da JMJ.

Irão a Portugal: do Brasil 13 grupos, dos Estados Unidos 11, do Canadá 4, do Equador outros 4 e de França 3. Polônia, Argentina, Nova Caledônia e Vietnã trarão, cada país, dois grupos ao Santuário de Fátima.

Índia, Rússia, Porto Rico, Chile, Holanda, Iraque, Filipinas, Taiwan (CN), México, Timor Leste – cada um destes países trará um grupo.

Também em Portugal, os jovens que se organizam para a JMJ incluem o Santuário de Fátima no trajeto.

“O Serviço da Juventude do Patriarcado de Lisboa é disso um bom exemplo, com um grupo de 2000 jovens e outro de 350”, destaca Natalina Ferreira.

Segundo a responsável, o Santuário de Fátima pretende acolher os grupos peregrinos da melhor forma possível, como uma boa oportunidade de aprofundamento da fé e de interiorização da mensagem de Fátima.

“Em relação ao alojamento, em algumas datas não temos mais disponibilidade; quanto às refeições, há dias em que estamos no limite máximo, nas casas do Santuário. No que respeita às celebrações, para os grupos mais numerosos disponibilizamos a própria Igreja da Santíssima Trindade.  Quando é possível, reservamos uma capela para cada grupo ou propomos que participem nas celebrações oficiais, uma vez que, para além das missas em português, temos a missa oficial em italiano, inglês e em espanhol”, explica Natalina Ferreira.

Duas outras propostas estão a ser bem acolhidas pelas organizações que prepararam a peregrinações. A primeira passa pelo convite à participação no Rosário oficial, em que os mistérios são recitados nos diferentes idiomas, e, a segunda, pela possibilidade de grupos de jovens levarem o andor de Nossa Senhora na durante a procissão.

A Casa do Jovem, aberta habitualmente só aos fins-de-semana de julho e agosto, alargará o período de funcionamento para prestar um melhor acolhimento: estará aberta nos dias 11, 12, 15, 16, 22, 23, 24 e 25 de Agosto, jornadas com maior número de grupos de peregrinos jovens inscritos.

“Os acolhedores estarão à disposição para apresentar a mensagem de Fátima, passar um filme, falar sobre a espiritualidade do lugar, para ouvir os jovens, para conversar. É também um local propício à oração, uma vez que a Casa do Jovem tem capela própria”, sublinha Natalina Ferreira.