Legião de Cristo cria “Comissão de Aproximação”

Para pessoas que por causa do fundador solicitam intervenção da congregação

| 1051 visitas

ROMA, terça-feira, 1° de janeiro de 2011 (ZENIT.org) – Os Legionários de Cristo divulgaram nessa segunda-feira que o delegado pontifício para a Congregação, cardeal Velasio De Paolis, C.S., instituiu a “Comissão de Aproximação”, conforme o anunciado em sua carta de 19 de outubro de 2010.

“A comissão terá duas tarefas fundamentais”, segundo explica um comunicado emitido pela Congregação religiosa. “Em primeiro lugar escutará as pessoas que, por causa do Pe. Marcial Maciel ou em relação a ele, solicitam ações de parte da congregação dos Legionários de Cristo. Depois elaborará um informe detalhado que será submetido ao Delegado Pontifício, quem, ajudado pelos seus conselheiros, tomará as decisões sobre o que a Legião de Cristo deve fazer em cada caso”.

O comunicado segue dizendo que “para garantir a objetividade e imparcialidade do trabalho da comissão, ela será presidida por Mons. Mario Marchesi, um dos conselheiros pessoais do Delegado Pontifício, e integrada por mais quatro membros: os sacerdotes legionários de Cristo Florencio Sánchez (Capelão da Universidade Francisco de Vitória de Madri) e Eduardo Robles-Gil (Diretor de uma Seção do Movimento Regnum Christi na Cidade do México) e dois expertos externos à congregação: Pe. Silverio Nieto Núñez, sacerdote da arquidiocese de Madri, antigo juiz e magistrado que agora dirige o Serviço Jurídico Civil da Conferência Episcopal Espanhola e o Dr. Jorge Adame Goddard, Investigador titular do Instituto de Investigações Jurídicas da UNAM e professor da Faculdade de Direito da Universidade Panamericana no México, D.F.”

O decreto de constituição da comissão prevê que esta não se ocupará de casos que não têm relação com a pessoa do Pe. Marcial Maciel e nem intervirá naquelas causas que estejam à espera de resoluções por parte de tribunais civis ou eclesiásticos.

Ao apresentar aos Legionários de Cristo a “Comissão de Aproximação”, o Pe. Álvaro Corcuera, L.C., destacou que sua finalidade é “continuar afrontando com seriedade e responsabilidade nossa recente história no referente à conduta do Pe. Marcial Maciel e às implicações e consequências que teve em algumas pessoas. Queremos, dentro do humanamente possível, fechar este capítulo em seus aspectos  mais dolorosos, buscar a reconciliação e conseguir que imperem a justiça e a caridade”.

As pessoas que desejarem ser escutadas pela comissão poderão dirigir-se ao seguinte endereço, explicando resumidamente a situação que querem expor:

Correio Postal:

Comissão de Aproximação
c/o Legionari de Cristo
Via Aurelia, 677
I – 00165 Roma

e-mail: acercamiento@legionaries.org