Legião de Cristo reconhece e lamenta alguns fatos na vida de seu fundador

A Congregação pede perdão

| 2025 visitas

ROMA, domingo, 8 de fevereiro de 2009 (ZENIT.org).- «Alguns aspectos da vida do Pe. Marcial Maciel eram incompatíveis com o sacerdócio», afirmou Jim Fair, porta-voz da congregação religiosa nos Estados Unidos.

Após as notícias terem sido publicadas em alguns meios de comunicação dos Estados Unidos e em outros países, os Legionários de Cristo atenderam Zenit.

«Entristece-nos profundamente ter conhecido a existência desses fatos e o mal que esta notícia possa causar a algumas pessoas. Pedimos perdão, como seus filhos espirituais e como instituição», afirmou Pe. Alexandre Paccioli, LC, porta-voz da congregação no Brasil.

O Pe. Paccioli revelou a Zenit que aconteceram alguns fatos na vida do fundador que são surpreendentes e que são difíceis de compreender.

De acordo com o porta-voz, os legionários de Cristo continuam apreciando todo o bem que receberam de herança de seu fundador. «Independentemente de quais tenham sido as fraquezas humanas do Pe. Maciel, nós estamos agradecidos por ter recebido o carisma através dele». 

«Os Legionários de Cristo e os membros do Movimento Regnum Christi reafirmam ainda seu compromisso de servir à Igreja e à sociedade, com todas as forças, unidos em Cristo», afirma Paccioli, agradecendo todas as mensagens de apoio que têm chegado à Congregação de diversas partes do mundo.

«Um dos mistérios que todos nós vemos na vida é que Deus faz o bem com instrumentos humanos imperfeitos», acrescenta. 

O Pe. Marcial Maciel fundou os Legionários de Cristo em 1941 e renunciou à reeleição como diretor geral em 2005. Sucedeu-lhe no cargo o Pe. Álvaro Corcuera. 

Em maio de 2006, após ter investigado acusações referentes ao Pe. Maciel, a Congregação para a Doutrina da Fé «decidiu – levando em consideração tanto a idade avançada do Pe. Maciel como sua frágil saúde – renunciar a um processo canônico e convidar o padre a uma vida reservada de oração e penitência, renunciando a todo ministério público». 

Nessa ocasião, a nota vaticana reconhecia «com gratidão o benemérito apostolado dos Legionários de Cristo e da associação Regnum Christi». 

No mundo, há cerca de 800 sacerdotes legionários de Cristo e 2.500 seminaristas. O movimento de apostolado Regnum Christi, fundado pelo Pe. Maciel, está formado por cerca de 70 mil membros, jovens e adultos, diáconos e sacerdotes e possui obras de apostolado atuantes em todas as áreas da sociedade.