Leigos também são chamados à santidade, recorda Papa

Ao receber os Cavaleiros de Colombo

| 1074 visitas

Por Inma Álvarez

CIDADE DO VATICANO, sexta-feira, 3 de outubro de 2008 (ZENIT.org).- Bento XVI apresentou a santidade como meta para os leigos, ao receber nesta sexta-feira os membros do conselho de administração dos Cavaleiros de Colombo.

Os representantes de associação leiga, nascida nos Estados Unidos e estendida a vários países do mundo, estão presentes nestes dias em Roma em peregrinação por ocasião do Ano Paulino.

O Papa recordou aos Cavaleiros de Colombo sua visita deste ano aos Estados Unidos, na qual animou «os fiéis leigos, acima de tudo, a comprometer-se a crescer em santidade e participação ativa na missão da Igreja».

«Esta é a visão que inspirou a fundação dos Cavaleiros de Colombo como uma associação de leigos cristãos», recordou Bento XVI.

O Papa expressou seu reconhecimento às atividades que esta associação americana leva a cabo, «para dar uma sólida formação na fé aos jovens e para defender as verdades morais necessárias para uma sociedade livre e humana, incluindo o direito fundamental de todo ser humano à vida».

A ordem dos Cavaleiros de Colombo é uma associação de fiéis leigos fundada em 1882 pelo sacerdote americano Michael McGivney, atualmente em processo de beatificação. Conta com 1,7 milhão de membros em todo o mundo e se dedica principalmente a obras de caridade e de apoio à Santa Sé.