Livro do Papa é contribuição para estudos teológicos

Em Portugal, obra já está a ser reimpressa

| 1327 visitas

ROMA, quinta-feira, 17 de março de 2011 (ZENIT.org) - O novo livro de Bento XVI, “Jesus de Nazaré. Da Entrada em Jerusalém até à Ressurreição”, representa um “contributo decisivo para os estudos teológicos”.

Foi o que disse o responsável pela edição portuguesa da nova obra de Bento XVI, Henrique Mota, diretor da Principia Editora, em declarações ao programa ‘Ecclesia’, transmitido nessa quarta-feira, segundo refere ‘Agência Ecclesia’.

Mota destacou o interesse que a publicação tem merecido, tanto por parte da comunicação social como dos responsáveis da Igreja.

“Neste momento, 15 bispos portugueses já aceitaram a proposta que fizemos para que utilizassem este livro para uma sessão diocesana de preparação da Páscoa”, disse.

O livro está a ser reimpresso em Portugal, “dado o sucesso junto dos leitores e dos livreiros”, revelou em comunicado a Principia Editora, que fala em 10 mil novos exemplares.

«Jesus de Nazaré. Da Entrada em Jerusalém até à Ressurreição» desenrola-se em nove capítulos, mostrando, segundo o Papa, as palavras e acontecimentos decisivos da vida de Cristo.

Para o secretário-geral da Sociedade Bíblica de Portugal, Timóteo Cavaco, a obra transcende as fronteiras do catolicismo. Segundo ele, existe “uma aproximação” que ajuda a entender o “primeiro século” do próprio cristianismo.

O secretário-geral sublinha o “respeito pelas diferentes perspectivas exegéticas” que Joseph Ratzinger manifesta, trazendo para a sua obra a “possibilidade de outras chaves hermenêuticas”.

“Este livro mostra que, de fato, existirão outras possibilidades e outras chaves de leitura para os Evangelhos”, afirma.