Luta contra AIDS: Vaticano destina 1,2 milhão de euros

Sobretudo à África

| 1293 visitas

CIDADE DO VATICANO, quarta-feira, 25 de agosto de 2010 (ZENIT.org) - A Congregação para a Evangelização dos Povos destinou mais de 1,2 milhão de euros a 131 centros de prevenção e de tratamento da AIDS, presentes em 41 países.

Esta ajuda foi possível graças a um generoso benfeitor, segundo informa a agência vaticana Fides, que depende desta congregação.

A maior parte das contribuições foi destinada à África, onde 104 estruturas de 24 países receberam ajuda, seguida da América, com 14 centros de assistência em 6 países; Ásia, com 11 estruturas em 9 países; e Oceania, com 3 centros em 2 países.

A AIDS é uma das epidemias mais estendidas no mundo, especialmente na África. Apesar das novas conquistas médicas e da descoberta de medicamentos cada vez mais eficazes, a doença ainda é responsável por muitas mortes.

Neste sentido, é muito importante promover os programas de prevenção para fazer a população compreender os riscos que se derivam do contato, sobretudo íntimo, com as pessoas portadoras do vírus.

Por outro lado, o dicastério missionário destinou quase 300 mil euros ao apoio aos refugiados, sobretudo da região de Likouala, na República do Congo; de Darfur, no Sudão; de Kilwit, na República Democrática do Congo; de Gulu, na Uganda; e às vítimas do terremoto no Haiti.

Os refugiados, que vivem com condições miseráveis e passam fome, são outro desafio presente em numerosas partes do mundo, devido às guerras e às catástrofes naturais.

Ajudá-los não é só um gesto de caridade cristã, mas também um sinal de solidariedade ditado pela justiça social, à qual todos os povos têm direito.