Maria é o refúgio e o caminho que conduz a Deus, diz Papa a peregrinos em Fátima

Santuário inaugurou igreja da Santíssima Trindade

| 971 visitas

FÁTIMA, segunda-feira, 15 de outubro de 2007 (ZENIT.org).- Após rezar o Ângelus este domingo no Vaticano, Bento XVI enviou sua bênção aos peregrinos congregados no Santuário de Fátima, em Portugal, que estes dias viveram momentos especiais.



Na sexta-feira, foi inaugurada a igreja da Santíssima Trindade, um moderno e belo projeto arquitetônico, no contexto das festividades dos 90 anos das Aparições de Nossa Senhora aos pastorinhos.

Nesse dia, mais de 8 mil fiéis lotaram a nova igreja. Outros milhares acompanharam a missa de dedicação, celebrada pelo cardeal Tarcisio Bertone, do lado de fora.

No sábado, cerca de 250 mil peregrinos estiveram pela manhã no recinto do Santuário para participar na Eucaristia conclusiva da Peregrinação Internacional Aniversária de Outubro, que encerrou as comemorações dos 90 anos das Aparições na Cova da Iria.

«Esta minha Bênção para quantos rezam comigo a oração do Angelus – fisicamente presentes ou unidos pelos meios de comunicação social – de bom grado a estendo aos peregrinos congregados no Santuário de Fátima, em Portugal», disse o Papa esse domingo.

«Lá, desde há noventa anos, continuam a ecoar os apelos da Virgem Mãe que chama os seus filhos a viverem a própria consagração batismal em todos os momentos da existência.»

Bento XVI afirmou então que «tudo se torna possível e mais fácil, vivendo aquela entrega a Maria feita pelo próprio Jesus na cruz, quando disse: «Mulher, eis o teu filho!». Ela é o refúgio e o caminho que conduz a Deus. Sinal palpável desta entrega é a reza diária do terço».

O Papa exortou a todos ainda a «renovarem pessoalmente a própria consagração ao Imaculado Coração de Maria e a viverem este ato de culto com uma vida cada vez mais conforme à Vontade divina e em espírito de serviço filial e devota imitação da sua celeste Rainha».

«Nunca esqueçais o Papa!», afirmou o pontífice, encerrando sua mensagem.