Maria, sinal de fé

Dois dias para louvar Nossa Senhora em russo, inglês e italiano

| 793 visitas

ROMA, segunda-feira, 1 de outubro de 2012 (ZENIT.org) – O simpósio internacional que acontece em Roma de4 a5 de outubro, no Centro Rússia Ecumênica, nas proximidades da Praça de São Pedro, será dedicado a Maria como sinal de fé.

“O simpósio”, explica dom Sergio Mercanzin, diretor do Centro Rússia Ecumênica, “acontece na vigília do Ano da Fé, desejado pelo papa Bento XVI para comemorar os 50 anos do concílio Vaticano II, mas quer recordar também outros aniversários importantes: os 20 anos do Catecismo da Igreja Católica, os 95 anos do famoso milagre do sol em Fátima e os 1700 anos da vitória do imperador romano Constantino na Ponte Mílvia, que abriu caminho para a civilização cristã”.

Entre os expoentes do encontro, estão o professor de História e Ciências Políticas Edmund Mazza, o teólogo norte-americano Mark Miravale, o correspondente na Itália Edward Lucas, da revista The Economist, e a escritora russa Valentina Vinogradova.

O especialista em Idade Média MiriRubin, inspirador do simpósio, escreve em seu livro Mãe de Deus: “Para um historiador da Europa, Maria é uma presença constante. Mulheres e homens recebem o seu nome. A figura de Maria está impressa no tecido medieval da Europa moderna: suas imagens estão nas casas e nas paredes das cidades italianas, nas fachadas das catedrais do norte da França, nas proximidades das encruzilhadas rodoviárias na Áustria e na Baviera, nos ícones das igrejas gregas. Maria é fundamental para os cânones ocidentais de beleza em todas as formas de arte”.

Informações sobre o simpósio podem ser consultadas no site www.MarySignofFaith.com