Missa de Envio e Vigília serão transferidas para a Praia de Copacabana

Nota oficial do COL da JMJ Rio2013

Rio de Janeiro, (Zenit.org) | 365 visitas

Por causa do mau tempo no Rio de Janeiro, a Missa de Envio e Vigília serão transferidas para a Praia de Copacabana. De acordo com Dom Orani, Arcebispo da Arquidiocese do Rio de Janeiro e presidente do Comitê Organizador Local (COL) da Jornada Mundial da Juventude (JMJ Rio2013), a chuva e o frio tornaram as atividades em Guaratiba inviáveis.

“A chuva tem molhado as pessoas, mas não tem atrapalhado os eventos da Jornada. Mas para evitar riscos, vamos fazer as atividades em Copacabana. Há muita água em Guaratiba. E, devido às circunstâncias, as pessoas não vão mais precisar caminhar os 13 quilômetros. Deus tem os Seus caminhos e vai nos conduzindo. É cada dia uma novidade, sempre na Vontade de Deus”, declara o Arcebispo.

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, anunciou em nota oficial a transferência. Segundo ele, a decisão foi tomada após as fortes chuvas dos últimos dias, que deixaram o local sem condições de receber os peregrinos. “As chuvas intensas desde segunda-feira deixaram aquele espaço, sob o ponto de vista inclusive de saúde, impraticável de se realizar os eventos. Colocaríamos a saúde das pessoas em risco. Não é só uma inviabilidade estética pelo fato de boa parte da área ter sofrido alagamentos e ter uma lama. Nós seguimos o que os técnicos determinaram e vamos transferir a vigília para Copacabana. Pedimos desculpas aos moradores do bairro, mas não tínhamos outra alternativa”,  afirma o prefeito.

As mudanças foram recomendadas pelo Corpo de Bombeiros, Secretaria da Saúde e Proteção da Criança e Adolescente. Os horários das atividades que encerrarão a JMJ Rio2013 permanecem os mesmos. Em breve serão publicadas orientações práticas de como serão os eventos. 

Segue a nota oficial do COL da JMJ Rio2013:

O Comitê Organizador Local da Jornada Mundial da Juventude (COL) informa que, devido às condições climáticas, os eventos programados para o Campus Fidei, em Guaratiba, serão realizados na praia de Copacabana. Com isso, a peregrinação de 13 km não poderá ser realizada. Diferentemente do que aconteceria em Campus Fidei, onde os participantes passariam toda a noite em vigília, em Copacabana a programação será encerrada após a Vigília de Oração com o Papa Francisco (prevista para começar no sábado, 27, às 19h30) e retornará no domingo, 28, às 10h, com a presença do pontífice. 

“Foi uma decisão difícil, mas responsável, pensando sempre na segurança do nosso peregrino. Copacabana sempre foi o nosso plano B, que agora teremos que colocar em prática. Quem está no Rio de Janeiro sente o que a JMJ trouxe. Que a JMJ continue alegre e feliz”, disse Dom Paulo Cezar Costa, vice-presidente do COL.

(Fonte: www.rio2013.com)