Missa discriminada

Bispo uruguaio proibido de celebrar a Eucaristia em um local estatal

| 1047 visitas

MONTEVIDÉU, terça-feira, 28 agosto de 2012 (ZENIT.org) - O bispo de Minas, no Uruguai, Dom Jaime Fuentes, alertou que dias atrás ele foi impedido de celebrar a missa em um encontro para as famílias  organizado em um clube de férias do estado.

Disposto a dar uma palestra para 150 famílias, e a celebrar a missa com eles, o bispo recebeu a notícia que os encarregados pelo Clube de férias  da Administração Nacional de Usinas de Transmissão (UTE), não podiam permitir que a Missa fosse realizada no local, argumentando que eles haviam recebido "ordens de cima".

Referindo-se aos fatos, o bispo questiona se um órgão estatal pode discriminar um grupo de pessoas, colocando-o em desvantagem por motivos religiosos, como foi o caso. E questiona o ato de impedir os encarregados em ceder o estabelecimento pelo qual havia sido pago um aluguel.

Promover sessões de leitura do Alcorão ou fazer meditação transcendental ou celebrar a missa: "Qual é o problema?", insistiu.

No final, o Evento foi realizado num hotel em Piriápolis, para onde os 150 casais foram transferidos, e onde foi possível desenvolver toda a programação.

(Trad.:MEM)