Missa e apresentação carnavalesca para lembrar o nascimento de Dom Helder Camara

Será realizada uma missa, na Igreja de Nossa Senhora da Assunção das Fronteiras, na Boa Vista, lugar que ele escolheu viver e morrer.

Brasília, (Zenit.org) | 855 visitas

Se estivesse vivo, o arcebispo emérito da Arquidiocese de Olinda e Recife, dom Helder Camara, completaria na próxima quinta-feira, dia 7 de fevereiro, 104 anos. Para celebrar o seu nascimento, será realizada uma missa, na Igreja de Nossa Senhora da Assunção das Fronteiras, na Boa Vista, lugar que ele escolheu viver e morrer. A solenidade, que será acompanhada pelo Coral da Assembleia Legislativa de Pernambuco, terá início às 8h30.

A programação organizada pelo Instituto Dom Helder Camara ainda terá o relançamento do livro “Além das ideias – Histórias de vida de Dom Helder”, do jornalista Félix Filho e como de costume a apresentação do bloco Brinque na Paz, do Comitê da Ação de Cidadania Pernambuco Solidário, homenageando o aniversariante que nasceu em um domingo de carnaval e era apaixonado pela folia.

Para o vigário geral da arquidiocese monsenhor José Albérico de Almeida, a celebração tem um significado mais do que especial. “A festa não será para lembrar, mas na verdade o contrário, nós celebramos o nascimento de dom Helder porque nunca nos esquecemos dele, nem podemos esquecer de um homem que foi exemplo para a humanidade”, declarou.