Morre John P. Foley, um comunicador e protetor do ZENIT

Telegrama de condolências do Papa ao arcebispo de Filadélfia

| 890 visitas

CIDADE DO VATICANO, segunda-feira, 12 de dezembro, 2011 (ZENIT.org) - Bento XVI escreveu um telegrama de condolências pela morte do Cardeal John Patrick Foley, Grão-Mestre Emérito da Ordem Equestre do Santo Sepulcro de Jerusalém e ex-presidente do Conselho Pontifício das Comunicações Sociais.

A morte ocorreu neste domingo nos Estados Unidos. O Santo Padre enviou sua mensagem ao Arcebispo Charles Chaput de Filadélfia.

"Tendo sabido com tristeza da morte do Cardeal John Patrick Foley",  “apresento-lhe minhas mais profundas condolências", diz o telegrama papal.

"Enquanto me lembro com gratidão dos anos de ministério sacerdotal do cardeal em sua amada Diocese de Filadélfia, do seu distinto serviço à Santa Sé como Presidente do Pontifício Conselho para as Comunicações Sociais, e mais recentemente do seu trabalho em favor das comunidades cristãs da Terra Santa, com todo meu coração me uno a vós ao encomendar sua nobre alma a Deus, o Pai de todas as Graças".

Dessa mesma forma, o Santo Padre reza para que "seu compromisso de vida em favor da presença da Igreja na mídia, inspire outras pessoas a tomarem este apostolado tão essencial para a proclamação do evangelho e para o progresso da Nova Evangelização ".

"Para todos os que choram o Cardeal Foley na esperança da ressurreição, concedo cordialmente a minha Bênção Apostólica como penhor de conforto e paz em Nosso Senhor Jesus Cristo", Bento XVI concluiu.

O Cardeal Foley foi uma das primeiras pessoas que apoiou e incentivou ao ZENIT e o espalhou pelo mundo. Ao nascer esta agência, enviou uma mensagem pessoal assinada como presidente do Conselho Pontifício das Comunicações Sociais, aos leitores.

Uma mensagem breve, mas significativa, e que abriu portas para o trabalho comunicador do ZENIT, apoiando o que era então só uma semente de mostarda, no panorama informativo Vaticano e eclesial.

Assim começava a mensagem: "O Conselho Pontifício para as Comunicações Sociais tem o prazer de colaborar com a agência ZENIT, numa iniciativa que é grande parte da razão de ser da RIIAL (Rede Informática da Igreja na América Latina) ".

"Os pastores do povo de Deus ligados fortemente à mesma, expressaram com insistência o desejo, totalmente assumido pelo nosso Conselho Pontifício, de dispor de textos e documentos pontifícios na íntegra e imediatamente após a sua publicação na cidade do Vaticano", acrescentava o Cardeal Foley.

Dessa forma, acrescentava o "ministro" de comunicação Vaticano, "nasce um serviço que deseja cubrir uma necessidade fortemente sentida no mundo de língua espanhola. Desejamos que com este se consiga facilitar os documentos com pontualidade e eficiência".

ZENIT agora tem um anjo da guarda que intercederá pela Boa Notícia e pelo serviços da Nova Evangelização, como disse Bento XVI no seu telegrama.

Por Nieves San Martín