Não é necessário que o papa permaneça naquela posição até a morte

Pe. Eduardo divulga Nota sobre renúncia do Papa Bento XVI

Campinas, (Zenit.org) | 1347 visitas

Padre Eduardo Dougherty (sj), fundador da Associação do Senhor Jesus (ASJ) e idealizador da Rede Século 21, divulga nota sobre o anúncio da renúncia do papa Bento XVI, realizada nesta segunda-feira, dia 11 de fevereiro. Publicamos a nota seguir:

***

“Tú és Pedro e sobre esta pedra edificarei minha Igreja” (Mt 16,18)

Recebemos a notícia da renúncia do Papa Bento XVI como uma palavra de sabedoria, que nos surpreendeu profundamente.

Creio que agora está na hora de refletir sobre a Igreja. Nós temos nosso credo: ‘Creio em Deus Pai, Creio em Jesus, Creio no Espirito Santo, Creio na Santa Igreja Católica’. A nossa Igreja é o corpo de Cristo, é o Cristo vivo agindo. Acreditamos que o Espírito Santo está movendo esta Igreja.

Vivenciamos, nestes últimos anos, um servo de Deus muito capaz, Bento XVI. Creio que ele foi movido pelo Espirito Santo, pois chegou ao ponto de dizer que é melhor ‘que eu renuncie para o bem deste corpo’: “renuncio ao Ministério de Bispo de Roma, sucessor de São Pedro, que me foi confiado por meio dos Cardeais em 19 de abril de 2005, de modo que, a partir de 28 de fevereiro de 2013, às 20 horas, a sede de Roma, a sede de São Pedro ficará vaga”.

As coisas no mundo, hoje, são muito mais rápidas, como a comunicação, que é instantânea. E esta foi uma decisão movida pelo Espirito Santo para colocar outro servo à frente da Igreja.

Deus pode fazer o que Ele quiser. Não é necessário o papa permaneça naquela posição até a morte. Esta decisão do Papa foi uma palavra de sabedoria que nos surpreendeu profundamente, e acolhemos com nosso apreço e orações as razões apresentadas por Sua Santidade.

Eu acredito que é Deus que manda na Igreja, porque ela é o corpo de Nosso Senhor Jesus Cristo e um corpo que é movido pelo Divino Espirito Santo.

No dia de pentecostes ficaram todos cheios do Espírito Santo, e esta Igreja é movida pelo Espirito Santo. Fundada por Nosso Senhor Jesus Cristo com o derramamento do Espirito Santo.

Nós temos o próprio Senhor Jesus Cristo presente nesta Igreja, neste corpo maravilhoso que recebemos o perdão de Jesus. Primeiro, somos integrados pelo Sacramento do Batismo; recebemos o perdão de Jesus; somos ungidos pela força do Espirito Santo, pelo Sacramento de Crisma; e algumas pessoas são ordenadas, consagrados de coração indiviso para servir à Igreja. Jesus pode fazer o que Ele quiser no corpo dele. Então a Igreja continua. Eu ‘creio em Deus Pai, em Jesus, no Espirito Santo, na Santa Igreja Católica’ que é o corpo Dele hoje em dia.

Certamente, nós católicos devemos orar, amar a nossa Igreja, entender a beleza da nossa Igreja que foi fundada pelo Nosso Senhor Jesus Cristo. Temos que orar para que a pessoa certa, o servo certo seja escolhido para estar à frente da Igreja, onde por oito anos esteve Bento XVI, com toda sua humildade e grandeza.