Natal em Belém: quando houver paz, será verdadeiramente “Terra Santa”

Homilia do patriarca latino de Jerusalém na noite de Natal

| 1894 visitas

BELÉM, sexta-feira, 25 de dezembro de 2009 (ZENIT.org).- Quando chegar a paz, esta região do Oriente Médio poderá ser chamada verdadeiramente de “Terra Santa”, afirmou o patriarca latino de Jerusalém, Sua Beatitude Fouad Twal, durante a missa da noite de Natal em Belém.

Sua mensagem converteu-se em um pedido a todos os crentes do mundo para que rezem pela terra de Jesus.

Entre 50 e 70 mil turistas e peregrinos vieram à Terra Santa neste Natal, segundo informações da Custódia Franscicana.

“É uma terra que sofre e que espera. Seus habitantes vivem como irmãos inimigos. Quando compreenderemos que uma terra só merece o qualificativo de ‘santa’ quando o homem que nela vive se converte em santo?”, questionou.

“Esta terra só merecerá verdadeiramente o qualificativo de ‘santa’ quando pudermos respirar a liberdade, a justiça, o amor, a reconciliação, a paz e a segurança”, afirmou durante a celebração na igreja de Santa Catarina, adjacente à basílica da Natividade.

“Ao ver os sofrimentos do mundo, os conflitos de interesse, a mentira, a corrida armamentista e a posse de armas de destruição, assim como as crianças sem teto abandonadas nos campos de refugiados, peçamos ao Menino de Belém que sobre esta terra surja o sol da justiça, de amor e de vida, para expulsar o espectro da morte e da destruição”, concluiu.