Nova esperança para a Terra Santa

Em Jerusalém, a cúpula dos bispos europeus e norte-americanos

| 910 visitas

JERUSALÉM, quarta-feira, 11 de janeiro de 2012 (ZENIT.org) - Acontece em Jerusalém a reunião anual da Coordenação para a Terra Santa, com a participação de alguns bispos de toda a Europa e da América do Norte. A cúpula, que começou no dia 8 de janeiro, terminará quinta-feira 12, numa época cheia de mudanças políticas e sociais na região.

Este ano, os bispos se reuniram com os cristãos locais de toda a Terra Santa, com visitas às comunidades paroquiais de Gaza, Nablus e Jerusalém, no domingo, 8 de janeiro. Houve também reuniões em Haifa e Ramallah. Juntamente com a Assembleia dos Ordinários Católicos da Terra Santa, aconteceu nesta segunda-feira a sessão de abertura da Coordenação. Durante os quatro dias do encontro, foram programados pronunciamentos de Sua Beatitude o Patriarca Fouad Twal e de Sua Excelência o Núncio Apostólico Antonio Franco, bem como apresentações de acadêmicos e as perspectivas israelenses e palestinas sobre o impacto da "primavera árabe" e sobre as mudanças sócio-políticas na região.

Dom Duarte da Cunha, secretário geral da CCEE, terá a oportunidade de expressar, em nome da presidência da CCEE, a proximidade da Igreja europeia aos cristãos da terra que viu Jesus nascer, morrer e ressuscitar. Ao apoiar o bem-estar dos cristãos, estamos confiantes de que a paz para todos os que vivem na região será reforçada e se tornará mais estável.

O arcebispo Patrick Kelly disse: "A primavera árabe é uma realidade com muitos aspectos diferentes, alguns positivos, outros negativos, para as comunidades cristãs, e vivemos uma grande incerteza sobre o que pode acontecer nos próximos meses. Em uma região tão pequena, o que acontece em Damasco não pode deixar de fazer efeito sobre o que acontece em Belém, e o que acontece no Egito também é sentido em Gaza, onde alguns bispos gostariam de celebrar a missa. Tudo o que acontece em um desses países, inevitavelmente afeta o outro".

No programa do encontro, também aparecem momentos para o diálogo inter-religioso com os judeus, muçulmanos, drusos e bahai, além de conversações políticas com ministros israelenses e palestinos.

Desde 1998, a Conferência Episcopal da Inglaterra e do País de Gales organiza a reunião anual da Coordenação das Conferências Episcopais para apoiar a Igreja na Terra Santa (muitas vezes chamada simplesmente de Coordenação para a Terra Santa), procurando responder ao convite da Assembleia dos Ordinários Católicos da Terra Santa.

Em nome da Santa Sé, a Coordenação se reúne a cada ano, em janeiro, para falar de peregrinação, de oração e de persuasão, a fim de agir em solidariedade com a comunidade cristã local e partilhar a vida pastoral da Igreja na região, que agora enfrenta intensa pressão política e sócio-econômica.