Novo diretor dos museus vaticanos

O professor Antonio Paolucci, antigo ministro Italiano para os Bens Culturais

| 947 visitas

CIDADE DO VATICANO, terça-feira, 4 de dezembro de 2007 (ZENIT.org).- Bento XVI nomeou como diretor dos Museus Vaticanos o professor Antonio Paolucci, antigo ministro italiano para os Bens Culturais e famoso jornalista em seu país.

Ele substitui Francesco Buranelli, nomeado pelo Papa como secretário da Comissão Pontifícia para os Bens Culturais da Igreja e inspetor da Comissão Pontifícia de Arqueologia Sagrada, segundo informou nesta terça-feira a Sala de Informação da Santa Sé.

O professor Paolucci nasceu em Rimini, em 29 de setembro de 1939, está casado e tem um filho, Fabrício, arqueólogo.

Após licenciar-se em História da Arte, passou a desempenhar cargos diretivos nas instituições artísticas italianas, em particular em Toscaza, cuja capital é Florença.

De 1995 a 1996, foi ministro dos Bens Culturais. Após o terremoto que atingiu Assis, em 1997, foi comissário governamental das obras de restauração da basílica de São Francisco de Assis.

É Cavaleiro da Grande Cruz da República Italiana e Cavaleiro da Legião de Honra da República Francesa.

Escreveu vários livros sobre grandes artistas italianos, como Miguelangelo e Luca Signorelli. Escreve em vários jornais italianos.

Os Museus Vaticanos, que se encontram dentro da Cidade do Vaticano, expõem as obras que fazem parte da imensa coleção promovida ao longo dos séculos pelos papas como expressão do humanismo cristão.

Os Museus foram fundados pelo Papa Júlio II no século XVI. Fazem parte deste conjunto artístico a Capela Sistina e as Estâncias de Rafael. Recebem todos os anos mais de 4 milhões de visitantes.