Novo Patriarca de Jerusalém pede solidariedade para com cristãos

| 950 visitas

AUGSBURGO, domingo, 20 de abril de 2008 (ZENIT.org).- O futuro patriarca latino de Jerusalém, o arcebispo Fouad Twal, lançou em Augsburgo um apelo a uma maior solidariedade com os cristãos da Terra Santa, ameaçados com o desaparecimento.

«Eles foram esquecidos pelos responsáveis políticos», afirmou Dom Twal no congresso de Ajuda à Igreja que Sofre, organizado no fim de semana passado sob o patrocínio do bispo de Augsburgo, Walter Mixa.

«Há 50 anos, os cristãos eram ainda 10% da população árabe, enquanto que hoje são menos de 2%», deplorou.

Originário de Madaba, na Jordânia, o patriarca sucederá Sua Beatitude Michel Sabbah, palestino originário de Nazaré.

O prelado lançou um apelo para que os cristãos do Ocidente não abandonem seus irmãos na terra que viu Cristo nascer e morrer.

Os cristãos se encontram entre dois fogos no conflito israel-palestino, o arcebispo explicou as causas de seu êxodo.

Como o restante dos palestinos, agora estão presos detrás do muro de separação erguido pelos israelenses, que os impede inclusive em certas ocasiões de ter o acesso a serviços médicos.

Muitos cristãos árabes não podem há anos ir ao Santo Sepulcro, na parte árabe de Jerusalém, ainda que as populações cristãs de Belém, Beit Jala, Beit Sahour estejam afastadas só alguns quilômetros do lugar santo.