Novo presidente de Ajuda à Igreja que Sofre

O sacerdote chileno Joaquín Alliende Luco, de Schoenstatt

| 814 visitas

KONIGSTEIN, quarta-feira, 16 de abril de 2008 (ZENIT.org).- A partir do próximo mês de outubro o Pe. Joaquín Alliende Luco, dos sacerdotes de Schoenstatt, será o presidente da associação Ajuda à Igreja que Sofre.

Substituirá o leigo suíço Hans-Peter Rothlin, de quem a Congregação Vaticana para o Clero aceitou a renúncia.

O Pe. Alliende, de origem chilena, era até agora assistente eclesiástico internacional de Ajuda à Igreja que Sofre.

Um comunicado emitido pela organização católica explica que «Rothlin, presidente internacional há nove anos, justificou sua renúncia assinalando que o bom estado da Associação permite dar via livre à nomeação de um clérigo para o cargo de presidente, como está previsto nos Estatutos. Não obstante, seguirá à disposição da Associação para determinadas tarefas».

Ajuda à Igreja que Sofre é uma associação de direito pontifício surgida a partir de uma campanha de ajuda lançada em 1947 pelo monge premonstratense Werenfried van Straaten. Atualmente, subvenciona projetos em 140 países, com os fundos obtidos por seus escritórios em 17 países.