O fim de uma peregrinação é sempre um começo

Fórum das Associações Familiares expressa alegria pelo encorajamento do papa Francisco às famílias durante o grande encontro na Praça de São Pedro

Roma, (Zenit.org) | 293 visitas

"Os dois dias em Roma com o Papa Francisco foi um verdadeiro bálsamo para todas as famílias, especialmente para as famílias italianas, tão machucadas e afetadas pelo clima de individualismo, de depressão, de desespero que marca o nosso país". Assim, Francesco Belletti, presidente do Fórum das Associações Familiares, comentou o grande evento do Ano da Fé, que reuniu ontem e sábado, na Praça de São Pedro, famílias da Itália e do mundo.

"A peregrinação ao túmulo de Pedro - afirmou - devolveu a esperança e a alegria a todos os presentes, e acho que também a todos aqueles que participaram do evento através dos meios de comunicação. Nós amamos imediatamente as indicações paternas concretas da vida cotidiana, como não terminar a jornada sem fazer as pazes, e também sem uma das três palavras necessárias para a família: desculpe, obrigado, com licença... ".

"Uma simples conversa - continuou Belletti – entendida imediatamente pelas crianças presentes nas escadas do adro da igreja de São Pedro, mas em profundidade, pelos casais mais velhos, repensando cada momento de sua vida conjugal e familiar. Os aplausos irromperam, de repente, quando o Papa, levantando a sua voz, exortou a viver, como ele mesmo entrou na Praça, junto com crianças e balões coloridos: De mãos dadas, por toda a vida! E não prestar atenção nesta cultura do provisório, que divide em pedaços a vida!”

"Agora, voltando para casa, estas palavras trabalham o coração de cada um de nós, e nos confirma aquela alegria da fé, que estava impresso em todos os cartazes da peregrinação" - e acrescentou: "Levamos em nossos corações o peso leve e comprometido da tarefa de testemunhar esta alegria em cada casa e em cada canto do nosso país, portanto, levar a Boa Nova da família para toda a humanidade. Aquela família definida pelo Papa Francisco, com muita clareza e simplicidade, na audiência na sexta-feira com o Pontifício Conselho para a Família, como o motor do mundo e da história. Sem a família não existe humanidade plena -concluiu Belletti - com a família, a sociedade se torna mais humana. A partir de hoje isso é ainda mais evidente. Obrigado, Papa Francisco”.