O mundo de hoje tem necessidade dos consagrados

Arquidiocese de Braga promove a III Semana do Consagrado

| 1125 visitas

ROMA, quinta-feira, 02 de fevereiro de 2012(ZENIT.org) - A Arquidiocese de Braga, Portugal, informou que entre os dias 29 de janeiro e 5 de fevereiro promove a III Semana do Consagrado, sob o tema: “A vida Consagrada no Coração da Evangelização, 50 anos depois do começo do Concílio Vaticano II”.

***

A Arquidiocese apresentou a mensagem de D. Virgílio do Nascimento Antunes, Presidente da Comissão Episcopal das Vocações e Ministérios para a Semana do Consagrado 2012 e também orientações para a Vigília de Adoração.

“Entre os maiores dons de Deus à Igreja, conta-se a vida consagrada, nas suas variadas manifestações, fruto de um caminho já longo de escuta e discernimento da voz do Espírito Santo”, assim inicia a mensagem de D. Virgilio.

No contexto da evangelização a mensagem recorda que “a fé cristã chegou mais longe graças à sua disponibilidade de homens e mulheres seduzidos por Cristo, dispostos a deixar tudo para O seguir e O anunciar”.  

O mundo de hoje tem necessidade dos consagrados: “A sua palavra suportada por um estilo de vida aberto aos outros, por uma fé incarnada e por uma esperança alicerçada em Deus, tem força persuasiva. O seu amor partilhado em gestos quotidianos de caridade, leva a marca inconfundível e inegável do Filho de Deus que morreu por aqueles que ama”; prossegue o texto.

A mensagem recorda que a Semana do Consagrado, acontece 50 anos após o início do Concílio Vaticano II que “ao contextualizar a vida consagrada no mistério da Igreja, realça o dinamismo espiritual de que é portadora” , para depois afirmar que dele “nasce o dever de trabalhar na implantação e consolidação do reino de Cristo nas almas e de o levar a todas as regiões com a oração ou também com a ação, segundo as próprias forças e a índole da própria vocação” (Lumen gentium, 44).

A mensagem termina afirmando que “A Igreja tem, por isso, muito a esperar da vida consagrada, neste tempo em que urge um novo ardor e uma nova metodologia na ação evangelizadora, ao mesmo tempo que 'defende e favorece a índole própria dos vários Institutos religiosos'(Lumen gentium, 44)".

A Eucaristia de encerramento no último dia decorrerá pelas 16h na Cripta do Sameiro, presidida pelo arcebispo Dom Jorge Ferreira da Costa Ortiga.

Maria Emília Marega