O papa aos Cavaleiros de Colombo: "Vocês são defensores da verdade moral do Evangelho"

O santo padre enviou uma mensagem à organização católica norte-americana no encerramento da sua 131ª convenção no Texas

Roma, (Zenit.org) Redacao | 397 visitas

Terminou ontem em San Antonio, no Texas, a 131ª convenção dos Cavaleiros de Colombo, sobre o tema "Protetores dos Dons de Deus", expressão pronunciada pelo papa Francisco durante a missa de início de pontificado. O santo padre enviou aos participantes uma mensagem assinada pelo secretário de Estado, cardeal Tarcisio Bertone.

No ano da Fé, deseja o papa, “cada Cavaleiro de Colombo possa, através da oração pessoal, da catequese e das obras de caridade, acender de novo a luz da fé -lumen fidei- que amplia os nossos horizontes, abre os nossos corações ao amor e guia os nossos passos como indivíduos, famílias e nações ao longo do caminho da esperança para a qual Deus guia continuamente a nós e a toda a história da humanidade”.

Refletindo sobre a responsabilidade dos leigos na missão da Igreja, o pontífice enviou cada cavaleiro e cada conselho "a testemunhar a natureza autêntica do casamento e da família, a santidade e a dignidade inviolável da vida humana, a beleza e a verdade da sexualidade humana".

Nesta época de mudanças sociais e culturais rápidas, prossegue Francisco, “a proteção dos dons de Deus não pode deixar de incluir a afirmação e a defesa do grande patrimônio de verdade moral ensinada pelo Evangelho e confirmada pela reta razão, que servem como fundamento de uma sociedade justa e bem ordenada”.

Finalizando a carta, Francisco expressa o seu apreço pela obra da organização católica norte-americana, fundada no fim do século XIX e que conta hoje com mais de um milhão e oitocentos mil membros. O papa destaca em particular "o claro testemunho público oferecido pelos Cavaleiros de Colombo ao proteger o direito e o dever dos crentes de participar de forma responsável, com base nas suas convicções mais profundas, na vida da sociedade".