O papa aos iniciadores do Caminho Neocatecumenal: "Obrigado pelo bem imenso feito à Igreja"

O Santo Padre recebeu em audiência Kiko Argüello, Carmen Hernández e o pe. Mario Pezzi para tratar da missio ad gentes e da evangelização da Ásia

Roma, (Zenit.org) Redacao | 2347 visitas

O papa Francisco recebeu nesta quinta-feira, em audiência privada no Palácio Apostólico, os iniciadores e líderes mundiais do Caminho Neocatecumenal, Kiko Argüello, Carmen Hernández e pe. Mario Pezzi. Na audiência, o Santo Padre expressou sua gratidão ao Caminho, dizendo: "Agradeço pelo imenso bem que vocês estão fazendo a toda a Igreja".

Kiko se declarou impressionado com o "grande amor" com que o papa os recebeu durante a meia hora da reunião. Eles falaram, em particular, sobre a missio ad gentes, realizada no mundo por este processo de iniciação cristã, e sobre a necessidade urgente de uma nova evangelização na Ásia. Os iniciadores do Caminho expressaram ao papa Francisco o desejo de organizar encontros de formação profissional em diversos países, a fim de suscitar 20 mil sacerdotes que se coloquem a serviço da Nova Evangelização naquele continente, em que, como disse o beato João Paulo II, acontecerá a evangelização no terceiro milênio.

Em 26 de junho, Kiko Argüello recebeu o doutorado honoris causa em Teologia, por parte da prestigiosa Universidade Católica João Paulo II de Lublin, Polônia, pela sua contribuição para a renovação da Igreja. De acordo com a universidade, o Caminho Neocatecumenal tem seguido "com atenção as indicações do Concílio Vaticano II, trazendo de volta às fontes da fé que vêm da Bíblia e da Liturgia os cristãos que haviam deixado a comunidade da Igreja". Entre as razões para a honraria, está "a preparação da missio ad gentes, a ativa contribuição do itinerário neocatecumenal para o encontro entre o cristianismo e o judaísmo e a defesa dos valores da vida, da dignidade humana, do casamento e da família cristã".