O Papa celebra o bicentenário da independência dos países latino-americanos

No dia 12 de dezembro em São Pedro na festa de Nossa Senhora de Guadalupe

| 671 visitas

CIDADE DO VATICANO, terça-feira 6 de dezembro, 2011 (ZENIT.org) - O anúncio do Papa Bento XVI relativo à Celebração Eucarística da festividade de Nossa Senhora de Guadalupe, na próxima segunda-feira, 12 de dezembro, na Basílica de São Pedro, foi recebido com muita alegria por toda a imprensa latino-americana.

A missa será celebrada com motivo do Bicentenário da Independência dos países da América Latina e permite que a Santa Sé participe das diversas comemorações e celebrações que estão ocorrendo em quase todos os países da América do Sul.

Disse uma nota da Pontifícia Comissão para a América Latina que, paralelamente, anunciou os nomes dos bispos latino-americanos que já confirmaram a sua presença na Santa Missa do dia 12 de dezembro no Vaticano.

Entre os bispos participantes incluem: os Cardeais Nicolas de Jesús López Rodríguez (Santo Domingo), Norberto Rivera Carrera (México), Jaime Ortega y Alamino (La Habana), Oscar Rodriguez Maradiaga (Tegucigalpa), Juan Luis Cipriani Thorne (Lima), Raymundo Damasceno Assis (Aparecida, presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) e Francisco Javier Errazuriz (emérito de Santiago do Chile), os arcebispos Nicolas Cotugno (Montevidéu), Pastor Cuquejo (Assunção), Victor Sanchez Espinosa (Puebla de los Angeles) e Andres Stanovnik (Corrientes, Argentina), o bispo Dom José Luis Lacunza (David, Presidente da Conferência Episcopal do Panamá).

A esses nomes listados acima devem ser acrescentados outros nos próximos dias. A Conferência Episcopal Espanhola nomeou o arcebispo de Sevilha e Segovia para participarem do evento.

Espera-se também a presença de vários ministros de governo, personalidades públicas e acadêmicas de vários países latino-americanos, junto com todo o Corpo Diplomático dos mesmos países acreditados junto à Santa Sé, além de algumas representações diplomáticas da Espanha, Portugal, Estados Unidos, Canadá e outras nações.

Um convite especial foi enviado para os latino-americanos que, em várias modalidades, prestam serviços nos vários dicastérios e organismos da Santa Sé, aos religiosos e às religiosas latino-americanas que vivem nas Casas Gerais de Roma ou estudam junto às Universidades pontifícias, e aos sacerdotes e seminaristas latino-americanos acolhidos pelos numerosos colégios pontifícios romanos a fim de realizarem seus estudos na Urbe.

A Pontifícia Comissão para América Latina, com uma carta assinada pelo Secretário, Guzman Carriquiry, reproduzida em centenas de cópias, dirigiu-se aos empregadores dos latino-americanos residentes em Roma pedindo, como gesto de benevolência e solidariedade, que lhes permitam estar ausentes do local de trabalho durante a celebração eucarística em São Pedro.

Padre Antonio Guidolin, capelão do Vicariato de Roma para a comunidades latino-americanas de imigrados, assumiu a tarefa de distribuir o máximo possível o comunicado.

A Celebração Eucarística do próximo 12 de de dezembro "terá, obviamente, toda a dignidade e beleza que o Santo Padre indica como próprias da liturgia eclesial, sob os cuidados competentes do Mestre das Celebrações Litúrgicas Pontifícias e, ao mesmo tempo, fortes ressonâncias latino-americanas", informa o comunicado da Pontifícia Comissão.

Presidida pelo Santo Padre, a missa será concelebrada pelo Cardeal Tarcisio Bertone, secretário de Estado Vaticano, pelo cardeal Marc Ouellet, prefeito da Congregação para os Bispos e Presidente da Pontifícia Comissão para a América Latina, pelo cardeal Norberto Rivera (para o mundo hispano-americano ) e pelo Cardeal Raymundo Damasceno (para o mundo lusoamericano).

Dois jovens de cada país latino-americano, escolhidos por suas respectivas embaixadas junto à Santa Sé, entrarão com as bandeiras nacionais da nave central da Basílica, às 17 horas e, depois de prestar homenagem à imagem de Nossa Senhora de Guadalupe, colocada aos pés do altar, pararão ao lado e atrás do altar da cátedra por toda a duração da celebração.

O Cardeal Marc Ouellet, como Presidente da Pontifícia Comissão para a América Latina, dirigirá ao Santo Padre algumas palavras de saudação, homenagem e agradecimento ao início da celebração, prevista para as 17.30.

As orações e os cantos da Santa Missa serão em Espanhol e Português. Um coro convidado para a ocasião se alternará com o Coro da Capela Sistina nos cantos previstos. O Kyrie, o Gloria, o Sanctus e o Agnus Dei serão aqueles da Missa Criolla de Ariel Ramirez.

A Rádio Vaticano vai transmitir a cerimônia ao vivo em seis línguas, e o Centro Televisivo Vaticano já está em contato com várias redes de televisão que transmitirão diretamente a Santa Missa a vários países latino-americanos.

Os ingressos para participar da celebração litúrgica, segundo é praxis ordinária, devem ser solicitados gratuitamente à Prefeitura da Casa Pontifícia, e poderão ser retirados pela manhã do sábado, 10 de dezembro, até a manhã da segunda-feira, 12 de dezembro.